Gol projeta retomada gradual de voos no Rio a partir de 24 de maio

Após a redução abrupta de oferta de voos por conta da pandemia do novo coronavírus, a companhia aérea Gol, já prepara um plano de retomada de voos no estado a partir do dia 24 deste mês. Com base na demanda existente, principalmente de profissionais de saúde e trabalhadores de serviços essenciais, a empresa avalia que poderá chegar em dezembro deste ano com redução de apenas 11% na oferta de assentos em comparação com o mesmo período do ano passado.  A informação foi transmitida ao governador Wilson Witzel (PSC) em reunião realizada, nesta terça-feira (19), por videoconferência, com a participação do presidente da Gol, Paulo Kakinoff e o vice Celso Ferrer, além do secretário de Estado de Turismo, Otavio Leite.

- Fiquei feliz de ver esta projeção de retomada para este ano tão difícil. A recuperação econômica é gradual e estamos pensando nela. É preciso que enfrentemos os desafios com união - afirmou Witzel, destacando que, no entanto, neste momento, o governo continua concentrando esforços na entrega dos hospitais de campanha.

 

Segundo o vice da Gol, Celso Ferrer, o plano de retomada será iniciado com um total de 16 rotas, com foco nas regiões Sul, Nordeste, além de Brasília e Vitória. Ele ressaltou que a análise e planejamento prévio da companhia para o pós-pandemia será avaliado constantemente, já que depende do avanço do combate à disseminação do vírus no estado fluminense. Os primeiros voos partirão do Aeroporto Tom Jobim e, mais adiante, do Aeroporto Santos Dumont.

 

- Hoje a Gol está com uma malha de apenas três voos do Galeão para Guarulhos, porém, a partir do dia 24 de maio, voltaremos a ter uma quantidade de voos maior para o Rio de Janeiro. Será ainda muito tímida, provavelmente vamos passar de três voos para uma média de 10 a 12. Além disso, também teremos alguns destinos para o Santos Dumont – disse Ferrer.

 

Para o secretário de Turismo, a projeção de retomada apresentada pela empresa aérea traz otimismo diante das dificuldades enfrentadas.

 

- A companhia está pensando à frente. Considero importante reuniões como essa para que possamos prosseguir com o diálogo. Planejar a retomada é fundamental, porque quando a situação da saúde permitir teremos um norte, com todos os cuidados e protocolos de saúde pública mantidos - frisou

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino