Covid-19: Maricá instala barreiras sanitárias permanentes a partir desta sexta-feira (15)


Conforme o GBNEWS informou, a partir desta sexta-feira (15), Maricá terá barreiras sanitárias permanentes. O objetivo é diminuir o fluxo de visitantes na cidade que faz divisa com os municípios de São Gonçalo, Niterói, Saquarema e Itaboraí. Se esta medida não conter a pandemia do coronavírus o prefeito Fabiano Horta (PT) poderá decretar o “lockdown”. Maricá contabiliza 20 óbitos

A Secretaria de Ordem Pública e Gestão de Gabinete Institucional vai coordenar a barreira sanitária permanente 24h em alguns pontos da cidade. O primeiro deles será na RJ-114, que liga Maricá a Itaboraí.

“Vamos ter uma barreira permanente sanitária 24h fazendo um bloqueio, permitindo a passagem do fluxo das pessoas que precisarem trabalhar nas atividades essenciais, seja em Maricá, ou em municípios vizinhos. Mas é importante que as pessoas entendam que precisam ficar nas suas cidades. Essa barreira vai funcionar como um bloqueio e a diminuição do fluxo entre as cidades em todo o seu tempo”, disse Fabiano Horta.

Ainda segundo o prefeito, a partir de amanhã e durante todos os fins de semana, serão bloqueados os pontos de acesso a Itaipuaçu, como a Serrinha, Vivendas (na altura do bairro Cala Boca) e rotatória de Inoã, assim como foi feito no feriado do dia 1° de maio (Dia do Trabalhador), que resultou em uma diminuição de 35% do fluxo de carros, se comparado ao mesmo período do ano anterior. Além dos acessos a Itaipuaçu, também haverá bloqueio nos acessos à região litorânea do município como Ponta Negra e Barra de Maricá.

“Essas barreiras têm o objetivo claro de não permitir a vinda e o fluxo litorâneo para a nossa cidade nas épocas em que o mar está bonito, mas é uma hora que é necessária a restrição. E as barreiras vão funcionar fazendo com que as pessoas fiquem nas suas residências e nas suas cidades. Isso vai construir mais proteção para o município”, afirmou.

No último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Maricá na noite desta quarta-feira (13), a cidade registra 20 óbitos, 151 casos confirmados, 255 suspeitos, 135 descartados e 37 curados.