Coronavírus: decreto fecha o comércio de São Pedro da Aldeia

O prefeito Cláudio Chumbinho, após reunião com o Gabinete de Crise, decretou a suspensão, por 15 dias, do funcionamento de diversos segmentos do comércio local, como bares, restaurantes, quiosques, lanchonetes, pubs, boates, casas noturnas e estabelecimentos congêneres; templos, igrejas; equipamentos culturais público e privado; feira; “shopping center”, galeria/centro comercial e estabelecimentos congêneres; academias e clubes, barracas de praia e transporte coletivo em São Pedro da Aldeia.

O Decreto nº 026, publicado neste sábado (21), entrou em vigor no primeiro minuto deste domingo (22), sendo passível de prorrogação. Embora até agora São Pedro da Aldeia não tenha nenhum caso confirmado de coronavírus, a medida, em caráter excepcional, integra as ações preventivas necessárias ao enfrentamento da doença (COVID-19).

 

Segundo o prefeito Cláudio Chumbinho, as decisões tomadas no município acompanham as determinações estaduais.

 

 “Estamos vivendo um momento único, pois as coisas mudam muito rapidamente, na mesma velocidade da contaminação pelo vírus. Embora São Pedro da Aldeia não tenha nenhum caso confirmado da doença, estamos tomando providências e medidas preventivas para minimizar o impacto do coronavírus em nosso município”, justifica Cláudio Chumbinho.

 

De acordo com o decreto, supermercados, farmácias e locais que prestem serviços de saúde no interior dos centros comerciais estão autorizados a funcionar. O decreto permite ainda que restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres poderão funcionar apenas por serviços de entrega, inclusive por aplicativo, devendo o estabelecimento comercial proteger a saúde e a integridade física de seus entregadores, redobrando a regra de higienização de todos que participarem do processo de entrega.

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino