Boletim das chuvas em Petrópolis

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias da Cidade Imperial  registrou 56 ocorrências desde a manhã de quarta-feira (12). São 27 casos de deslizamentos de terra. Em um deles, um homem de 34 anos morreu soterrado na Rua Henrique Paixão, no bairro Floresta. Duas crianças foram resgatadas com vida no mesmo acidente. São quatro interdições por conta desta chuva, sendo três no Floresta e outro na Rua Adão Brand, no São Sebastião. As equipes da Defesa Civil permanecem nas ruas atendendo aos chamados

A Secretaria de Assistência Social (SAS) de Petrópolis está acompanhando as vítimas das chuvas. Ficaram desalojadas oito famílias, sendo três do Bairro São Sebastião e cinco do Bairro Floresta. Todas estão abrigadas em casas de parentes e recebendo a assistência da secretaria. A SAS segue em sistema de plantão devido à previsão de chuvas fortes no município.

 

"Nossa secretaria mantém uma escala ininterrupta de técnicos de plantão para que possamos dar assistência à todas às famílias. Seguiremos pelos próximos dias em alerta máximo para qualquer evento que demande nossa imediata atuação" disse a secretária Denise Quintella.

 

Houve também rolamento de blocos rochosos na Rua Hermogênio Silva, no Retiro. A pista já foi totalmente liberada para tráfego de veículos hoje (13) de manhã. A prefeitura imediatamente deslocou homens da Guarda Civil, agentes da CPTrans e uma equipe operacional da Secretaria de Obras para este serviço. O corpo técnico da Defesa Civil também vistoriou o local e permaneceu à noite monitorando o maciço rochoso.

 

Nas últimas 48 horas, o maior índice acumulado está no bairro Independência, com 112 milímetros. No mesmo período, no São Sebastião, choveu 95 milímetros. Neste momento, a Defesa Civil está em estado de atenção, por causa da previsão de chuvas fortes até hoje. Todo o contingente de 52 agentes permanece de prontidão para atender aos chamados dos moradores.

 

Em caso de qualquer sinal de instabilidade no imóvel ou terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva à Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos. “Em caso de ocorrência, nossa equipe está preparada para atender a população. A orientação é para que os moradores permaneçam atentos. A chuva no município é permanente desde terça e os acumulados preocupantes”, afirma o secretário de Defesa Civil, coronel Paulo Renato.

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino