Cidade Imperial: Palácio de Cristal comemora aniversário com obras

O presente este ano veio em forma de obras para o aniversário de um dos mais importantes patrimônios históricos de Petrópolis. Depois de mais de 20 anos sem passar por uma grande reforma, o Palácio de Cristal, que completa 136 anos neste domingo (02), comemora com o trabalho que vai trazer melhorias e garantir a continuidade da preservação de um dos equipamentos turísticos mais visitados da cidade. A reforma, que já avançou para os jardins, vai custar R$ 1.144.768,83, com a maior parte do recurso proveniente de emenda parlamentar

Encomendado pelo Conde d’Eu, marido da Princesa Isabel, nesta mesma data o Palácio de Cristal comemora também os 141 anos de sua Pedra Fundamental, já que a obra durou cinco anos para ficar pronta. Depois de passar por Museu Histórico de Petrópolis, Escola de Música, clube de escoteiros e até quartel do Corpo de Bombeiros, o atrativo é hoje, além de um dos pontos turísticos mais visitados da Cidade Imperial, palco das principais festas do município, que chegam a movimentar R$ 400 milhões na economia.

 

“O Palácio de Cristal é um dos patrimônios do município que nos ajudam a contar a história da própria cidade. E passou todos esses anos sem receber a atenção necessária. Depois de quase 20 anos sem uma reforma como essa, as obras são um conquista para Petrópolis”, frisa o prefeito Bernardo Rossi (MDB), lembrando que o atrativo é fundamental para o turismo. “O setor tem se destacado cada vez mais na nossa economia e cuidar dos atrativos turísticos é importante para continuarmos atraindo cada vez mais visitantes”, completa.

Instalado na antiga Praça da Confluência, chamada pelos colonos alemães de Praça Koblenz, esse patrimônio do município, cuja estrutura pré moldada veio da França, inspirado no  Palácio de Cristal de Londres, vem ganhando atenção especial na atual administração. Com a verba federal garantida pela prefeitura, operários da empresa responsável pelo serviço, a Ponta do Céu Urbanização Construções e Paisagismo, trabalham atualmente na área dos banheiros, que ficará totalmente nova e acessível, e também nos jardins. Na área externa, o Palácio vai receber novas luminárias, um piso de fulget, também conhecido como granito lavado, que é um tipo de revestimento que deixa as pedras aparentes, e ainda terá a entrada reformada.

“Além de todo o público que o Palácio atrai por si só, ele também é o coração das grandes festas do município, como a Bauernfest, a Serra Serata, o Bunka-Sai e até o Natal Imperial. Preservar esse patrimônio é garantir também a qualidade dos eventos, que tanto movimentam a nossa economia”, destaca o secretário da Turispetro, Marcelo Valente.

 

Construído para receber exposições de flores, hortícolas e de pássaros, já que o Conde d’Eu fazia parte da Sociedade Agrícola de Petrópolis, este dia 2 fevereiro também é marcado pela inauguração da primeira exposição de horticultura, em 1875, que contou com a presença até do imperador D. Pedro II. Além das exposições, o Palácio também marca um importante episódio da história do Brasil quando, em 1º de abril 1888, se antecipando à Lei Áurea, a Princesa Isabel entregou 103 títulos de liberdade aos escravos de Petrópolis.

 

Durante as obras de reforma, que devem durar em torno de 90 dias, o atrativo fica fechado para o público.

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino