Vereador mais votado de Maricá fala sobre suas pretensões se for eleito prefeito

O ex-presidente da Câmara de Vereadores de Maricá e parlamentar mais votado em 2016, Chiquinho (PP), não esconde que pensa em ser candidato a prefeito da cidade. Ele recebeu em sua casa, na manhã desta segunda-feira (20), Dia de São Sebastião, a reportagem do GBNEWS e do 24HORASRIO. Falou dos seus projetos para a cidade e criticou a forma petista de governar

                                         Chiquinho diz que seu secretariado não terá "estrangeiros" (fotos Agência GBNEWS)

 

“Uma cidade bilionária como Maricá, campeã em arrecadação de royalties do petróleo não tem grandes empresas para gerar emprego e renda. Os trabalhadores daqui têm que pegar a estrada e garantir o sustento da família em Niterói, São Gonçalo ou Rio”, disse Chiquinho que conta com o apoio de outras legendas.

                                                                                                                                          CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A educação é crítica. Faculdade só em Niterói, São Gonçalo ou Rio de Janeiro. Com a arrecadação que Maricá tem já deveríamos ter um hospital de ponta. O hospital municipal que está sendo construído em São José não ficou pronto porque faltou planejamento. Tem sempre um problemão para resolver”.

 

Chiquinho diz que falta planejamento na administração petista de Fabiano Horta.

 

“Se o partido indicar meu nome e se for eleito prefeito, a Moeda Mumbuca vai ser para quem precisa. O índio em Maricá tem área para plantação, recebe a moeda social e tira onda de carrão pela cidade”, acrescentando que o ônibus vermelhinho tarifa zero será de graça para o morador da cidade. Visitante vai ter que pagar a passagem e temos que ter outra empresa de transporte coletivo para atender a população.

                                                                                                                                              CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nascido e criado em Maricá, o pré-candidato diz que é mentira que o prefeito Fabiano Horta (PT) tem 87% de aprovação popular e pergunta o que a deputada estadual Zeidan (PT), que pode ser vice na chapa de Fabiano, fez pela cidade? Nada! afirmou.

Chiquinho era do PT  e segundo ele, deixou o partido porque não aceita ser manipulado. Para o vereador, o PT governa para o PT e não para a comunidade.

 

A entrevista completa de Chiquinho, único vereador de oposição ao prefeito de Maricá, será mostrada em vídeo a partir de sexta-feira (24) no portal 24horasrio.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Chiquinho era do PT  e segundo ele, deixou o partido porque não aceita ser manipulado. Para o vereador, o PT governa para o PT e não para a comunidade.

A entrevista completa de Chiquinho, único vereador de oposição ao prefeito de Maricá, será mostrada em vídeo a partir de sexta-feira (24) no portal 24horasrio.com.br

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino