Primeiro bebê de 2020 em Niterói é menino

Davi Barcelos nasceu aos 22 minutos

do dia 1º de janeiro, de parto normal,

com  50 centímetros e 3,1 kg  

                                                          Yngrid e o garotão Davi em foto de Luciana Carneiro


Enquanto mais de 550 mil pessoas celebravam a chegada do Ano Novo nas duas festas organizadas pela Prefeitura de Niterói em Icaraí e em Itaipu, a Maternidade Municipal Alzira Reis, em Charitas, era cenário do nascimento de Davi Barcelos, o primeiro bebê da rede pública municipal, nascido às 00h22 do dia 1º de janeiro.

Primeiro filho da operadora de supermercado, Yngrid Barcelos, de 22 anos, ele nasceu saudável, com 50 centímetros e 3,1 kg, por parto normal. Yngrid conta que começou a sentir contrações às 10h, mas que só foi para a maternidade às 16h.

                                                                                                                         CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Não achei que o bebê fosse nascer no Réveillon, mas quando cheguei ao hospital já estava em trabalho de parto. Tive um pouco de medo, mas fui muito bem atendida tanto pela equipe da maternidade como durante o pré-natal na Policlínica Dom Luiz Orione, em Piratininga, onde moro", afirmou a mãe de Davi.

 

Segundo a equipe do hospital, o parto ocorreu sem intercorrências e foi da modalidade normal, uma constante da Maternidade, que mantém o índice de cerca de 75% de partos normais sobre as cesáreas. Mais de 23 mil nascimentos já foram registrados na unidade.

 

Sobre a data inusitada, Yngrid Barcelos afirmou que sempre gostou da festa de ano novo e que uma tia estava preparando a ceia, quando ela começou a sentir os sinais de que o filho estava por vir.

 

"Não aproveitei a ceia mas, pelo menos, consegui ouvir os fogos daqui", disse, rindo, ainda na maternidade.

 

A "primeira mãe do ano" de Niterói disse ter expectativas para o filho diferentes da realidade que conheceu na infância.

 

"Eu espero que ele seja um homem maravilhoso, uma pessoa de bem. Vou dar toda a atenção possível para ele, porque não tive isso da minha mãe biológica", afirmou, contando que até os 10 anos viveu em orfanato até ser adotada.


O ano novo de Yngrid começou com o "sorriso" de satisfação de Davi, entre sonecas e mamadas, para orgulho da equipe de profissionais da Maternidade Municipal Alzira Vargas. A unidade, que é especializada em parto normal humanizado, realiza cerca de 130 procedimentos por mês e vai passar por reforma e terá sua capacidade de atendimento ampliada em 30%. O investimento do Município neste projeto será de cerca de R$ 15 milhões. O atendimento na unidade não será interrompido durante a obra.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino