Hospitais deverão realizar exames para detectar paralisa cerebral em recém-nascidos

 

O Diário Oficial desta segunda-feira (16) publicou a Lei 8651/2019, para detectar paralisia cerebral em recém-nascidos. A sanção pelo governador Wilson Witzel (PSC) atende à projeto de lei do deputado Renato Cozzolino (PRP), aprovado pela Alerj. 

 

Objetivo é que os hospitais e as maternidades públicas e privadas do Estado do Rio de Janeiro façam exames no momento do nascimento e repetidos, no mínimo, de 12 em 12 horas até a saída da maternidade. 

                                                                                                                                                                                     CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O diagnóstico precoce é importante para o tratamento ser iniciado o quanto antes, amenizando os sintomas da encefalopatia crônica não progressiva da infância, mais conhecida como paralisia cerebral.


“Não há cura para a doença, mas existem tratamentos de apoio, medicação e cirurgia que podem ajudar muito. Daí a importância do diagnóstico precoce, ainda na maternidade. Agradeço ao governador pela sensibilidade em sancionar a lei”, afirma o deputado Renato Cozzolino.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino