Bombeiros do Rio representam Brasil no Desafio Mundial de Resgate

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) vai representar o Brasil no Desafio Mundial de Resgate em Miami, nos Estados Unidos, em 2020. Trata-se da mais importante competição para aprimoramento e troca de experiências entre profissionais da área em ambiente simulado. Militares do Grupamento de Busca e Salvamento (GBS-Barra) garantiram a vaga inédita da corporação após vencer a etapa nacional de Salvamento Veicular, na categoria Desenvolvimento, no último sábado (07.12), em Brasília.

Os quartéis de Angra dos Reis (10º GBM) e Irajá (24º GBM) também participaram da disputa, que reuniu aproximadamente 150 bombeiros de todo o país. As provas aconteceram, entre os dias 4 e 7, na Academia do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal. Os times atuaram em simulações de situações reais de resgate e socorro a vítimas de acidentes de trânsito.

 

- Estamos muito felizes! Treinamos arduamente para alcançar este resultado! Nós concorremos na categoria Desenvolvimento, para equipes com, no máximo, um membro com passagem por edições anteriores de desafios nacionais ou mundiais. Ficamos em 1º lugar nas provas Standard (resgate de uma vítima), Complex (duas vítimas) e no geral, o que nos garantiu a vaga no mundial. Vai ser maravilhoso poder representar o CBMERJ em um evento desta magnitude, no qual não só aprimoramos as técnicas como trocamos experiências - disse o tenente Avelino, socorrista da equipe do GBS.

                                                                                                                                                                                     CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Também compõem o time vencedor o tenente Bruno Silva (comandante); o tenente Edile e o cabo Soares (técnicos); o tenente Alex Vander (logística); o sargento Rivelino (socorrista); e o cabo Rogério (suplente).

 

Aprimoramento operacional

 

Entre as habilidades e competências analisadas neste tipo de disputa estão: comando, planejamento das ações, trabalho em equipe e comunicação eficiente. A organização projeta cenários complexos para que as equipes possam resgatar a vítima em tempo adequado e de maneira segura. Os exercícios contribuem para que os militares desenvolvam o pensamento rápido, a agilidade e o espírito de equipe, melhorando a dinâmica de atuação na rotina operacional.

 

 

 

 

 

 

 

 

 




 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino