MAC é iluminado de vermelho para lembrar a luta Mundial de Combate à AIDS

Para chamar a atenção da população sobre a importância da prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos das pessoas que vivem com HIV/Aids, o Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC) está iluminado de vermelho.  A ação faz parte do Dezembro Vermelho, mês da Campanha Nacional de Prevenção ao HIV/Aids e outras infecções sexualmente transmissíveis

                                                                                                     (fotos Leonardo Simplício)


Em Niterói, pessoas portadoras de HIV/Aids contam com ampla assistência e tratamento nas onze unidades da Fundação Municipal de Saúde por meio do Serviço de Atenção Especializado (SAE), bem como com cuidados de acolhimento e ações de prevenção. Além disso, o teste rápido é gratuito e oferecido em todas as unidades da rede básica de saúde.


O Hospital Municipal Carlos Tortelly (HMCT), no Centro, é a unidade referência para internação. O local possui uma enfermaria exclusiva para os pacientes com HIV/Aids, com médico infectologista em plantão de 24 horas além de oferecer atendimento ambulatorial para adultos. Já as crianças e adolescentes são encaminhadas para o Hospital Municipal Getúlio Vargas Filho, o Getulinho.

                                                                                                                                                                                  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além do Carlos Tortelly, para atendimento ambulatorial, adultos, crianças e adolescentes contam com a Policlínica Regional Sérgio Arouca, a Policlínica Regional do Barreto, a Policlínica Regional Carlos Antônio da Silva e a Policlínica Regional do Largo da Batalha. Já a Policlínica Regional da Engenhoca, a Policlínica Regional do Fonseca, a Policlínica Regional de Itaipu e o Hospital Azevedo Lima (HEAL) realizam atendimento apenas do público adulto. Gestantes HIV positivo têm atendimento na Policlínica de Especialidades da Saúde da Mulher Malu Sampaio.


É importante ressaltar que o atendimento das Profilaxias Pós-Exposição Sexual (PEP) é realizado em todas as emergências municipais e no Azevedo Lima, enquanto a Profilaxia Pré-Exposição Sexual (PREP) é oferecida também no Hospital Municipal Carlos Tortelly.

A coordenadora do Programa de IST-AIDS da FMS, Márcia Santana, conta que, além dos cuidados clínicos, o Município oferece ações de prevenção e promoção da saúde, com a oferta e distribuição de preservativos masculinos e femininos, gel lubrificante, medicamentos e material educativo. Também são realizadas campanhas para promover a solidariedade, não-preconceito, não-discriminação, garantia de direitos humanos e qualidade de vida para as pessoas portadoras de HIV/Aids

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino