Gilmar Mendes manda soltar casal Garotinho e Clarissa pede o fim da perseguição política

 O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou soltar os ex-governadores do Rio de Janeiro Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho que foram presos nesta quarta-feira (30) . No lugar da prisão, determinou medidas cautelares. Na rede social, a deputada federal Clarissa Garotinho (Pros), filha do casal, se manifestou sobre a prisão dos pais.

                                                                                                  Clarissa e os pais Anthony e Rosinha Garotinho

 

O casal está proibido de manter contato com outros investigados ou testemunhas. Garotinho e Rosinha devem entregar os passaportes e não podem sair do país sem autorização judicial. Além disso, devem comparecer mensalmente à Justiça até o quinto dia útil de cada mês, onde deverão comprovar o local de residência.

 

Na terça-feira, 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio havia derrubado uma liminar que concedeu habeas corpus aos ex-governadores, determinando a volta do casal à prisão. Eles são investigados por  superfaturamento  em contratos celebrados entre a  Prefeitura de Campos, no Norte fluminense, e a construtora Odebrecht, para a construção de casas populares dos programas Morar Feliz I e Morar Feliz II durante os dois mandatos de Rosinha como prefeita (2009/2016).

 

Na rede social, Clarissa Garotinho  ao informar que a prisão dos pais foi revogada se manifestou:  "Chega de covardia e perseguição política!' A deputada  agradeceu a todos que estiveram ao lado da família através de mensagens e orações.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino