Generais vão a Petrópolis para aumentar integração na pronta resposta aos desastres

Aumentar a eficiência na pronta resposta aos desastres de origem natural que possam ocorrer em Petrópolis. Com esse objetivo, o prefeito Bernardo Rossi (MDB) recebeu, nesta quarta-feira (02), os generais Alcio Alves Almeida e Costa, comandante da 4ª Brigada de Infantaria Leve de Montanha de Juiz de Fora, e William Georges Felippe Abrahão, comandante da 1ª Divisão de Exército do Rio de Janeiro. A reunião realizada na prefeitura reforçou a importância da integração entre as equipes de atendimento do governo municipal e as forças militares

“Desde o início da gestão, trabalhamos de maneira preventiva aos desastres. A parceria e o apoio do Exército são fundamentais no atendimento e resposta das ocorrências no período de chuvas fortes", destacou o prefeito Bernardo Rossi, que acompanhado do vice Baninho, lembrou que foi na sua gestão que o município criou os planos Verão e Inverno, organizando a pronta resposta.

 

"Sabemos da importância da integração entre as equipes na hora de atender a população. Cada vez mais o Exército procura os municípios justamente com esse objetivo. Petrópolis é uma cidade vulnerável aos desastres de origem natural e precisamos estar prontos para a pronta resposta caso seja necessário", ressaltou o general Alcio Alves Almeida e Costa.

                CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Igualmente com o objetivo de integração, começou ontem (1º.10) o “Exercício Simulado de Emprego da Força de Apoio à Defesa Civil”, que acontece no 32º Batalhão de Infantaria Leve de Montanha, na Vila Militar. A atividade está estruturada dentro de um cenário fictício de calamidade pública, no qual se faz necessário o emprego das Forças Federais em apoio integrado e sinérgico aos órgãos de Petrópolis. Também nesta quarta, o prefeito Bernardo Rossi visitou os militares que estão baseados no Parque Municipal em Itaipava para o simulado.

 

Neste treinamento participam 800 militares do Exército, além do Corpo de Bombeiros e os agentes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias. Também serão empregados - para transporte de equipes e tarefas simuladas de remoção de escombros - viaturas militares, um helicóptero e equipamentos especializados de engenharia, além de uma tropa militar especializada em Defesa Química Biológica Radiológica é Nuclear (DQBRN).

 

"Petrópolis ganha muito com esse trabalho em conjunto. A gente prioriza sempre a prevenção, mas não se pode deixar de estar preparado para o desastre”, explicou o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato. O trabalho integrado em conjunto do Exército com a Defesa Civil acontece desde 2017, quando mais de 200 pessoas participaram do Exercício Conjunto de Apoio à Defesa Civil (Ecadec).

 

Também participaram do encontro o coronel Moretto, da 1ª Divisão de Exército do Rio de Janeiro, e o tenente coronel Alan Paiva Salazar, comandante do 32º Batalhão de Infantaria Leve de Montanha de Petrópolis.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino