Guarda Civil de Petrópolis faz apresentação com cães em escola no Loteamento Samambaia

09.09.2019

 Atividade com mais de 200 alunos

teve caráter preventivo às drogas

                                                                                                                    (fotos divulgação/PMP)

 

A Guarda Civil de Petrópolis promoveu uma atividade na manhã desta segunda-feira (09) com os cães de detecção para alertar mais de 200 alunos da Escola Paroquial do Loteamento Samambaia a ficarem distantes das drogas. Os agentes fizeram uma demonstração do trabalho dos animais para combater o tráfico na cidade e conversaram com eles sobre os riscos que os entorpecentes podem trazer para vida deles. O objetivo da corporação é tornar essas ações frequentes nas escolas do município, unindo o Grupamento de Operações com Cães e a Ronda Escolar.

 

Os alunos do 6º ao 9º anos puderam participar de uma simulação do treinamento feito pelos cães, escondendo objetos para serem procurados pela cadela Scolt, pastora holandesa utilizada em ações de rotina feitas pela Guarda no Centro e em apoio em operações conjuntas com a PM e as delegacias. Também houve uma conversa dos agentes da Ronda Escolar diretamente com os alunos. Professores e funcionários da unidade também acompanharam a atividade.

 

“Os cães têm desenvolvido um trabalho muito importante no combate ao tráfico de drogas no município, com mais de 50 operações feitas ao longo deste ano, mas também é preciso atuar na prevenção, sobretudo com as crianças. Esse é o nosso objetivo a partir de agora, levar os cães para as escolas para mostrar o trabalho que é feito por eles e, dessa forma, chamar a atenção dos estudantes sobre se manter longe das drogas”, ressalta a coordenadora da Ronda Escolar e subcomandante da Guarda Civil, Cláudia da Conceição.

 

“Esse vai ser um trabalho frequente nos colégios municipais daqui a frente e quando formos convidados para outras escolas também. É uma linha de atuação focada na prevenção às drogas, mostrando o que passamos no dia a dia no combate às drogas e falando para as crianças estarem longe até do pensamento nas drogas”, afirma o coordenador técnico do canil da Guarda, Leandro Lopes.

 

Além da Scolt, outro pastor holandês também faz o trabalho de detecção de drogas e, juntos, já localizaram mais de 40 mil pinos de cocaína desde abril de 2017, quando foi inaugurado o canil. Os animais também encontraram mais de 15 kg de maconha só este ano.

 

Os agentes que atuam junto ao canil também falaram sobre os outros trabalhos feitos pelo Grupamento de Operações com Cães, de proteção de grandes públicos e cinoterapia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino