Oposição foge da disputa para prefeito de Maricá em 2020

Faltando pouco mais de um ano para as eleições municipais de 2020, políticos já estão se articulando de olho nas prefeituras e, mais adiante, nas eleições para deputados, senadores, governadores e presidente da República em 2022. Em Maricá, cidade do leste fluminense, rica em arrecadação dos royalties do petróleo, única do Estado administrada pelo PT, ao que tudo indica, o prefeito Fabiano Horta poderá surfar nas ondas das belas praias do município. Atualmente, sabe-se que não há adversário para tirar sua reeleição. A aceitação de seu nome está muito alta na cidade graças a administração que vem desenvolvendo até o momento

                                   Sede da Prefeitura de Maricá no Centro da cidade (foto Agência GBNEWS)

 

É que os nomes de dois dos políticos considerados fortes como oposição, estão sendo direcionados para cidades vizinhas, embora tenham o domicílio eleitoral ainda em Maricá. O ex-vereador e atual deputado estadual Filippe Poubel (PSL), já anunciou que pretende ser prefeito de São Gonçalo, segundo maior colégio eleitoral do Rio de Janeiro. Lá, o atual prefeito José Luiz Nanci (Cidadania) está em baixa graças a sua fraca administração e, apesar de estar com a máquina na mão, sua reeleição está na corda bamba. Segundo o próprio Poubel, seu vice será o deputado estadual coronel PM Salema.

 

O segundo nome considerado forte para tirar o poder de Fabiano Horta é o do ex-deputado federal Marcelo Delaroli (PL, ex-PR). Segundo corredores da política, Marcelo teria fechado um acordão em Maricá e pode disputar a sucessão do prefeito de Itaboraí, Dr. Sadinoel  (PMB), cidade também vizinha de Maricá. Itaboraí é sede do Complexo Petroquímico do Estado do Rio (Comperj), que deve ser dinamizado nos próximos anos, gerando renda e milhares  de empregos.

 

A administração de Sadinoel também vem recebendo sérias críticas da população que, anteriormente, sofreu com os desmandos do ex-prefeito Helil Cardoso (MDB), que tem como padrinho político o ex-presidente da Câmara Federal Eduardo Cunha, preso e condenado por corrupção.

 

Um possível  terceiro nome para fazer oposição ao atual prefeito Horta é o do ex-prefeito de Caxias, José Camilo Zito (PP) que estará em Maricá na próxima quinta-feira, para dar entrevista a uma emissora de rádio em Itaipuaçu e manter contatos políticos.

 

Zito tem casa na cidade e nesta semana, também,  terá encontro no Rio com o presidente regional do PSDB, Paulo Marinho. O ex-prefeito de Caxias, vai dizer que não pretende retornar ao ninho tucano. Zito também descarta a possibilidade de se filiar ao PDT para, quem sabe, disputar a eleição de 2020 em Maricá ou Duque de Caxias.

 

De concreto mesmo, ainda sobre eleições em Maricá, está sendo instalado o diretório municipal de um partido forte que, inicialmente, terá candidatos (sem mandato) visando a Câmara de Vereadores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino