Bauernfest incrementa a economia e celebra raízes culturais de Petrópolis

17.06.2019

Até o último dia deste mês, a cidade serrana de Petrópolis estará em clima de Alemanha com a 30ª Bauernfest. Além da meta de celebrar as raízes culturais da Cidade Imperial, o evento também se revela fundamental para incrementar a economia petropolitana. O faturamento de mais R$ 43 milhões em 2018 foi resultado de vendas por toda a cidade e não apenas na festa: no comércio, hospedagens em hotéis e pousadas e movimento nos bares e restaurantes. Com isso, a arrecadação de ISS, tributo recolhido por hotéis e restaurantes, entre outros serviços, aumentou no período de festa em 11,82% considerando a arrecadação dos meses de junho e julho de 2018, em comparação ao mesmo período de 2017. O aumento no movimento gerado pela festa no comércio também reflete na arrecadação de ICMS que registrou um aumento de 43,09% em junho e julho de 2018 em comparação ao ano anterior. Esta arrecadação é importante para equilibrar as contas públicas – a cidade ainda tem um déficit de R$ 610 milhões em dívidas deixadas por gestões anteriores. 

                                                                           Prefeito Rossi (centro) ladeado por empresários da cerveja artesanal


“O Turismo foi o setor que proporcionou que a cidade iniciasse a recuperação da crise econômica do país com mais rapidez. Sabíamos disso no início da gestão e do potencial da cidade em eventos. Petrópolis voltou a ter visibilidade no cenário nacional apostando no título de Cidade Imperial e tratando o turismo como fonte de renda como deve ser, afinal, são 30 mil empregos diretos que têm influência do turismo na cidade”, afirma o prefeito Bernardo Rossi (MDB). 
A Bauernfest, em 30 edições, se consolidou como a maior manifestação cultural da cidade, mas também passou a ser essencial para a economia da cidade. “Petrópolis é cultural e turística, e hoje a cidade toda se envolve no evento, abraça a Bauernfest como um bem maior, não só em preservação de nossas raízes, mas como um indutor da economia”, considera Bernardo Rossi. 

 

A arrecadação de ISS em 2018 alcançou a marca de R$ 15,3 milhões nos meses junho e julho, período da Bauernfest. E os números foram ainda maiores do que em 2017: nos meses de junho e julho daquele ano, no período da festa, o recolhimento de ISS foi de R$ 13,7 milhões. 

Em 2018, a arrecadação de ICMS, em julho, chegou a bater a casa dos R$ 20 milhões, imposto que reflete boas vendas no comércio e indústria. Em 2018 a arrecadação de ICMS, somados os meses de junho e julho, foi de R$ 34,8 milhões – R$ 10,5 milhões a mais do que no mesmo período de 2017, quando a arrecadação ficou em R$ 24,3 milhões. 

 

“Fazer girar a economia da cidade é uma das metas do turismo, dos investimentos que fazemos no setor. A iniciativa privada fatura com a festa e a prefeitura arrecada mais. A Bauernfest injeta dinheiro na cidade e proporciona garantia de empregos”, afirma o prefeito Bernardo Rossi 
 

 Arrecadação maior é fundamental para cobrir dívidas 

A arrecadação de impostos vem sendo fundamental para manter o equilíbrio das contas, frente a um saldo de R$ 610 milhões - de um total de R$ 766 milhões em dívidas deixadas por antigos gestores. Mantendo a política de enxugamento de gastos, a atual gestão conseguiu em 2 anos e 4 meses, quitar R$ 155 milhões em dívidas. 

Dívidas trabalhistas com os servidores deixadas por antigos gestores somavam R$ 119 milhões em janeiro de 2017. Dos R$ 155,7 milhões em dívidas pagas atualmente, R$ 77,8 milhões são referentes a o pagamento de salários atrasados, encargos e amortizações, referentes à Pasep, INSS e repasses ao INPAS. 

 

Arrestos das contas do município para pagamento de 13º salário em dezembro de 2016, salários de dezembro daquele ano, 13º e salários de funcionários do Hospital Alcides Carneiro do mesmo período e parcelas de empréstimos consignados recolhidos de servidores e que deixaram de ser repassados aos bancos por antigos gestores somavam R$ 42,9 milhões – montante quitado pela atual gestão ainda no primeiro ano de governo. 

Somente junto ao Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município (INPAS), foram quitados em 2 anos e 4 meses R$ 24,5 milhões. Parcelamentos de Pasep e INSS somam R$ 10,4 milhões pagos. 

Entre as dívidas negociadas que vêm sendo pagas pelo município está Hospital Santa Teresa. Do total de R$ 13 milhões que deixaram de ser pagos por procedimentos realizados na unidade entre fevereiro e dezembro de 2016, R$ 11 milhões já foram pagos pelo município na atual gestão. Foram R$ 2,1 milhões desembolsados em 2017, R$ 6 milhões no ano passado e outros R$ 2,8 milhões quitados até o mês passado.
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



“Fazer girar a economia da cidade é uma das metas do turismo, dos investimentos que fazemos no setor. A iniciativa privada fatura com a festa e a prefeitura arrecada mais. A Bauernfest injeta dinheiro na cidade e proporciona garantia de empregos”, afirma o

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino