Cabo Frio: Tapetes de sal estão de volta garante o pároco

10.06.2019

Neste ano, o feriado de Corpus Christi em Cabo Frio voltará a ter cores e brilho. Após um ano de hiato, além das celebrações litúrgicas, os tradicionais tapetes de sal voltarão a ser confeccionados ao longo da Avenida Assunção. 

 

No ano passado, o evento – que reúne centenas de fieis, moradores e turistas  – não aconteceu porque, segundo a Paróquia Nossa Senhora de Assunção, o vandalismo entre jovens descaracterizava a celebração e gerava desconforto na comunidade católica. Este ano, após reuniões do Conselho Paroquial, o caminho a se tomar seria o mesmo. Isso, no entanto, mudou com reunião realizada, no dia 31 de maio, com representantes da  polícia Civil e Militar, da Guarda Civil, do Conselho Tutelar e da Associação Comercial, Industrial e Turística (Acia) de Cabo Frio / Tamoios.

 

Segundo o Padre Marcelo Chelles, as autoridades prometeram total apoio e segurança ao evento, alegando que o cancelamento por mais um ano representaria grande perda para a cidade.  

 

– Eles voltaram a dizer para que fizéssemos a celebração, porque a cidade iria perder muito sem ela. Todos afirmaram que iriam dar total apoio, e isso nos deu o respaldo necessário para realizar a celebração. Eu achei muito legal a atitude deles, do delegado Sérgio [Caldas], principalmente, porque ele foi extremamente solícito. Eu vou rezar e torcer tanto para que nada aconteça, pois é algo muito bonito de se ver – disse o padre Marcelo.  

 

Comum em diversas cidades do Brasil, a confecção dos tapetes de sal é uma tradição que veio para o país através da colônia portuguesa, consistindo na representação de cenas bíblicas, objetos devocionais e retratos do momento atual do país e do reflexo da Eucaristia para a vida de cada cristão envolvido no evento. 

 

– Na verdade, sob o aspecto litúrgico, realizar ou não a confecção os tapetes não alterna nada enquanto celebração da fé, mas reconhecemos que os tapetes são um testemunho devocional muito bonito dos fiéis, e não fazê-los representa uma perda para cidade, para a tradição, até para a questão do sentimento pessoal de cada um em relação à Eucaristia. É uma alegria poder fazer de novo, e eu vou trabalhar para que não tenhamos problema nenhum – declarou. 

 

Além da tradicional confecção dos tapetes de sal, que começará às 7h do dia 20, a Paróquia Nossa Senhora da Assunção já tem em sua programação outras comemorações litúrgicas para o feriado de Corpus Christi, que celebra o mistério da Eucaristia. No dia 20, haverá missa às 8h30 e às 17h, essa última na Praça Porto Rocha, de onde os fiéis sairão em procissão a partir das 18h.

 

Nos três dias seguintes, a paróquia organizará celebrações no pátio da igreja, com direito a um almoço no dia 23 após a missa das 10h30. (fonte Folha dos Lagos)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino