Quaquá enfrenta pedras no caminho para as eleições do PT no Rio

                                 Quaquá quer fazer seu sucessor no Rio e disputar as eleições da executiva nacional do PT

 

No início do ano, em entrevista exclusiva ao GBNEWS e ao jornal Gazeta, o presidente regional do PT e ex-prefeito de Maricá, Washington Quaquá disse que em 2019 iria se dedicar a política partidária notadamente a executiva nacional. Só que agora, começa a enfrentar oposição no Rio de Janeiro, onde pretende fazer  seu sucessor o secretário de governo João Maurício,  do prefeito de Maricá, Fabiano Horta (PT).

 

Quaquá começou o domínio no PT fluminense há oito anos, após negociação com a deputada federal Benedita da Silva que também postulava o cargo. A próxima eleição da executiva estadual está marcada para outubro.

 

Como já dizia o saudoso Nelson Rodrigues, toda unanimidade é burra e Quaquá  já  enfrenta  um grupo de oposicionistas. Semana que vem o vereador do Rio, Reimont e o deputado estadual Waldeck Carneiro lançam o manifesto "Por um PT militante socialista".

 

Provável candidato de oposição, o ex-deputado federal Wadih Damous admite que o título do manifesto é provocativo, "no bom sentido".

 

"Não escondemos a estrela e não temos vergonha de ser do PT", diz o moço, afirmando que a atual direção do partido se ausentou das lutas sociais.

 

O movimento, no entanto, não parece preocupar  Quaquá, de malas prontas para a executiva nacional.

 

"Nas últimas eleições o Wadih (foto) teve um número de votos proporcional à quantidade de risadas que ele dá por dia", diverte-se, provocando o antagonista que tem fama de sisudo.

 

Wadith que agora está na oposição ao ex-prefeito de Maricá, como era suplente de deputado federal, conseguiu chegar na Câmara com a ida do então deputado federal Fabiano Horta para o secretariado do  prefeito do Rio,  Eduardo Paes (DEM).  Como advogado e ex-presidente da OAB/Rio, ele foi escalado para engrossar a fileira contra o impeachment da presidente Dilma. Depois, Wadith foi efetivado como deputado federal com a eleição de Fabiano para a prefeitura de Maricá. Na eleição de 2018, Wadith não se reelegeu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino