Estado não repassa inseticida e mosquitos fazem a festa em Maricá

                                                          Dr. Felipe Auni mostra documento que recebeu da Vigilância Sanitária do Estado (divulgação)

 

A população de Maricá continua à mercê dos mosquitos transmissores da dengue e da chikungunya, e foi motivo de pauta na sessão ordinária da manhã desta segunda-feira (06) na Câmara Municipal.

Como um vereador solicitou em plenário,  a passagem do carro fumacê em algumas localidades do município, o presidente da Comissão de Saúde da Câmara, médico-vereador Dr. Felipe Auni (PSD), explicou a causa da falta de combate direto ao mosquito transmissor das doenças.

 

 "O governo do Estado ainda não viabilizou o Malation (inseticida). O Estado está em falta com o Malation que é um produto repassado aos municípios. Isso é o Estado que fornece. Os carros estão parados esperando o componente, mas está em falta nos 92 municípios. Estou com um documento da Vigilância Sanitária informando da falta desse produto”, concluiu Dr. Felipe Auni que também é vice-presidente da Câmara de Vereadores de Maricá.

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino