Motoristas de ônibus da TransOceânica de Niterói iniciam treinamento

08.04.2019

Tiveram contato com o novo trajeto

40 dos 80 profissionais que atuarão no percurso

                                                                                                                                                                                                                                                                                       (foto Bruno Eduardo Alves)

O treinamento dos motoristas que irão trabalhar nas linhas de ônibus do corredor exclusivo do sistema BHLS (Bus of High Level of Service) da TransOceânica, em Niterói,  começou no último sábado (6). Tiveram contato com o novo trajeto 40 dos 80 motoristas que atuarão diariamente no percurso. O treinamento terá prosseguimento ao longo da semana, de segunda a sexta-feira, das 8 horas às 18 horas, com aproximadamente 10 motoristas por dia. Por medida de segurança, batedores da Guarda Municipal e da NitTrans seguem na frente de cada coletivo. Para evitar acidentes, a velocidade do ônibus também será reduzida.

O secretário de Planejamento, Modernização da Gestão e Orçamento de Niterói, Axel Grael, acompanhou o início do treinamento ao lado do secretário municipal de Urbanismo e Mobilidade, Renato Barandier, e do administrador Regional da Região Oceânica, Carlos Boechat.

 

“O trabalho desses motoristas vai ser muito importante porque há muita expectativa da população em relação a esta obra, que vai melhorar muito a mobilidade na região”, disse Axel Grael.

 

A nova frota conta com 43 ônibus automáticos. Os coletivos têm piso na altura do passeio público, quatro portas, sendo duas de cada lado (duas para o corredor viário e duas para paradas comuns), ar-condicionado e são adaptados para o transporte de deficientes físicos. Cada ônibus tem capacidade para transportar 90 passageiros, sendo 32 sentados e 58 em pé. A velocidade máxima permitida para os coletivos será de 40 km/h no corredor e 30 km/h nas estações.

 

“Esta etapa de treinamento será importante para conscientizar os moradores quanto à sinalização do corredor exclusivo e adaptar os motoristas ao novo tipo de veículo e à pista. Nosso principal objetivo é garantir a segurança dos usuários e moradores. Também será realizada a distribuição de material informativo das novas linhas para a população”, lembra o secretário de Urbanismo, Renato Barandier.

 

Um dos mais empolgados com a fase final da TransOceânica é o administrador regional Carlos Boechat:

 

“A população da Região Oceânica niteroiense vai poder desfrutar de um serviço de alta qualidade e vai reconhecer todo o esforço que o Poder Público fez para concluir a TransOceânica”, disse.

 

As 11 estações intermediárias e as duas principais do BHLS estão recebendo os últimos ajustes. Na última quinta-feira (4), foi realizado o teste de iluminação nas estações intermediárias. São estações inteligentes que contam com painéis que informarão o tempo de chegada de cada ônibus. Desta forma, os usuários poderão acompanhar a localização dos coletivos no mapa da estação, tendo confiabilidade no tempo de chegada de cada linha. Além de arquitetura arrojada, as estações do BHLS também terão câmeras de segurança, sistema de sonorização que permitirá a comunicação do Centro de Controle com os passageiros, quando necessário, além de bicicletários com 10 vagas em cada parada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino