ALERJ: PSL fica só no cheirinho e com pires na mão

O PSL do clã Bolsonaro que fez a maior bancada nas eleições de outubro de 2018, elegendo 12 deputados, pensou que iria conquistar a presidência e as comissões mais importantes da Assembleia Legislativa (ALERJ). Ficou só no cheirinho e com pires na mão.

Na presidência, foi eleito em chapa única, André Ceciliano (PT), que prometeu aos seguidores do clã Bolsonaro, a presidência da Comissão de Indicações Legislativas, que era comandada por Marcos Abrahão (Avante), que foi preso na Operação Furna da Onça e está em Bangu 8.

 

Ainda como cala-boca o PSL vai assumir as comissões de Saneamento Ambiental, Emendas Constitucionais e Vetos e Pessoa com Deficiência.

 

Quanto a presidência e as Comissões de Direitos Humanos e a de Educação ficaram só no cheirinho do PSL que está numa crise interna. Um deputado que se absteve para presidente da Alerj, criticou os companheiros que foram contra Ceciliano e agora, segundo ele, estão com pires na mão pedindo comissões.

 

Na primeira sessão legislativa para a eleição da mesa diretora da ALERJ, dois deputados do PSL por pouco não saíram no tapa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino