Delaroli e Poubel fumam o "cachimbo da paz" com Witzel e falam do PT em Maricá

O deputado federal Marcelo Delaroli (PR) e o deputado estadual  eleito Filippe Poubel (PSL), fumaram o "cachimbo da paz" com o governador Wilson Witzel (PSC), nesta quinta-feira (17) no Palácio Guanabara. O encontro foi a convite do governador  para esclarecer algumas questões que nos últimos dias tomaram grande repercussão, inclusive noticiadas aqui no GBNEWS

                                                                                                                                                                                                                  divulgação

                                                     Marcelo Delaroli, Claudio Castro, Major Fabiana, Wilson Witzel e Filippe Poubel

 

Os parlamentares criticaram Wilson Witzel por ter nomeado petistas em seu governo. Eles entenderam que essas ações foram de encontro ao que foi pregado durante a campanha eleitoral, quando Wiltzel apresentou discurso de direita e usou a imagem do clã Bolsonaro para sair do anonimato e se eleger. 

 

Recentemente, Witzel  jantou no Palácio Laranjeiras, fora da sua agenda oficial, com o petista André Ceciliano que foi buscar apoio para sua reeleição à presidência da Alerj.  Também, como estopim da discórdia com o PSL, um petista foi nomeado presidente da Fundação Leão XIII.

 

Vendo o estrago político que teria causado com o PSL - que terá a maior bancada da Alerj com 12 deputados -  o chefe do executivo fluminense jantou no início da semana com alguns parlamentares seguidores do presidente da República Jair Bolsonaro (PSL). Filippe Poubel não participou do encontro.

 

O governador Witzel garantiu ao deputado Marcelo Delaroli que algumas nomeações seriam de caráter técnico, respeitando a capacidade individual e a meritocracia e que são estritamente funcionais.

 

Delaroli  também levou ao conhecimento do governador, de forma clara e objetiva, todos os problemas que ele e Poubel  - ex-vereador - enfrentam na cidade onde moram,   Maricá,  na gestão do PT instalada desde 2008.

 

"A irresponsabilidade na gestão da máquina pública, a falta de prioridade nos investimentos, escândalos de fraudes em processos seletivos, superfaturamento de contratos, processos licitatórios viciosos foram pauta da nossa conversa", disse Marcelo Delaroli que também estava acompanhado da  deputada federal eleita  Major Fabiana (PSL).

 

 O governador acompanhado do  vice, Claudio Castro (PSC), prometeu olhar com bastante carinho para o município de Maricá, direcionando investimentos estruturais para o crescimento e desenvolvimento da  cidade.

 

"Saio desta conversa bastante satisfeito pois, diferente dos últimos governadores, Witzel demonstrou que além de não fazer parte desse grupo de corruptos que saquearam o estado por anos, está muito empenhado em trabalhar alinhado ao programa anticorrupção do governo federal, para que os verdadeiros corruptos apodreçam na cadeia", acrescentou Marcelo Delaroli que integra a equipe de coordenadores do gabinete de Jair Bolsonaro, para fazer integração dos municípios e estados junto à presidência da república.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino