Vereadores investigados por corrupção são afastados da Câmara de Petrópolis

Políticos são suspeitos de receber propina. Segundo o MP, o nome deles aparece em papéis fixados nos maços de dinheiro encontrados na hidromassagem, na casa do presidente da Câmara de Petrópolis, Paulo Igor (MDB), em abril do ano passado

reprodução/intertv

Os quatro vereadores denunciados pelo Ministério Público (MP) e investigados por corrupção na Operação Sala VIP estão afastados da Câmara Municipal de Petrópolis.

Segundo o MP, a Justiça deferiu os pedidos de afastamento e o presidente do legislativo foi notificado na última sexta-feira (11).

Nesta segunda (14), a Câmara confirmou o afastamento de Ronaldo Luiz de Azevedo Carvalho, o Ronaldão (PR); Luiz Antônio Pereira Aguiar, o Luizinho Sorriso (PSB); Reinaldo Meirelles da Sá, conhecido como Meirelles (PP); e Wanderley Braga Taboada, o Wanderley Taboada (PTB).

A Câmara de Vereadores informou que "busca tomar ciência do inteiro teor do processo para que as medidas administrativas cabíveis possam ser adotadas, em consonância com as determinações do Poder Judiciário".