Petrópolis volta a exibir as hortênsias, um dos símbolos da cidade

13.12.2018

Nesta quinta-feira, mais 450 mudas foram plantadas

em frente à Catedral São Pedro de Alcântara

                                                                                                                                                                                                fotos PMP

As hortênsias estão de volta à paisagem da cidade depois de muitos anos sem que estas flores, que já foram símbolo de Petrópolis, fossem cultivadas. E elas agora enfeitam ruas como Koeler, Alfredo Pachá e Roberto Silveira. Também foram colocadas no Quitandinha, na entrada da cidade, e na Ipiranga.

 

Nesta quinta-feira (13), o prefeito Bernardo Rossi (mdb) acompanhou o plantio de 450 mudas na Praça Princesa Isabel, em frente à Catedral São Pedro de Alcântara. A tradição, que iniciou em 1910, está sendo resgatada com o empenho da Comdep: parte das mudas foram compradas e, agora, estas flores já geraram outras mudas no setor de jardinagem.

 

“Muito se falou que a mudança no clima não seria viável ao cultivo, mas, aos poucos, estamos conseguindo que a cidade volte a ter as hortênsias, um pedido do bispo Dom Gregório e que seguimos e está sendo bem-sucedido”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

                                                                                                                                                                                      CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A retomadas das hortênsias iniciou com 7 mil mudas, compradas de produtores de São Paulo, plantadas em 2017. E este ano, a cidade ganhou cerca de 10 mil mudas e já com produção própria. As novas mudas são derivadas das primeiras que, podadas, deram origem a novas plantas. Este ano, 3,8 mil foram plantadas só em novembro e essas mudas começam a florir nos próximos meses.

 

“Depois do investimento inicial, de R$ 20 mil, tudo agora está sendo feito sem compra de nenhuma muda, pelos próprios funcionários da jardinagem da Comdep”, diz o prefeito Bernardo Rossi.

 

A tradição de plantar Hortênsias começou ainda na década de 1910, com o prefeito Oswaldo Cruz. Entre as décadas de 60, 70 e 80, a grande quantidade da flor fez com que a cidade ficasse conhecida como “Cidade das Hortênsias”.

 

Nesta quinta, o bispo da diocese de Petrópolis, Dom Gregório Paixão, também fez questão de plantar hortênsias em frente à Catedral.

“Plantar hortênsias, plantar uma flor significa o desejo de perpetuar a beleza na vida das pessoas. Por isso que, se Petrópolis sempre foi a “cidade das hortênsias”, inegável, a gente podia perder essa tradição. Então eu fico muito feliz dessa iniciativa, não só minha quanto do Instituto Histórico de Petrópolis, de pedir que fosse resgatado essa história maravilhosa esteja sendo atendida. A beleza de contemplar as hortênsias e, nelas, ver toda história maravilhosa de um povo que construiu essa história”, falou.

 

Comdep cultiva novas mudas de hortênsias

 

As flores podem chegar a 1,5 metro, mas bem antes disso, a equipe de jardinagem faz a poda delas. Depois, levam para o cultivo em Pedro do Rio ou no Bingen, um processo que leva pelo menos cinco meses. Depois de brotarem, as mudas são plantadas nos canteiros, que recebem limpeza e terra preta – que é melhor para florescer a Hortênsia. Depois disso, elas são regadas a cada dois ou três dias. O adubo é natural, feito da trituragem de galhos de árvores podadas no município. Dessa forma, os canteiros ficam úmidos por mais tempo e isso ajuda a planta a crescer. Em cinco meses, elas voltarão a ser podadas, reiniciando o ciclo.

“O setor de jardinagem fez todo processo de criação das mudas, cultivo e o plantio, e agora continua dando todos os cuidados para adubar e regar para que elas floresçam e tragam de novo o título simbólico de “Cidade das Hortênsias” para Petrópolis”, afirma o presidente da Comdep, Wagner Silva.

 

Todo esse trabalho é feito por 12 funcionários. Uma delas é Marli Ribeiro, que está há 11 anos na jardinagem da Comdep. Ela é uma das pessoas que cultiva e depois faz o plantio das hortênsias na cidade. A funcionária conta que nunca houve uma produção tão grande como agora.

                                                                                                                                                                                 CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

                                                                                                                                                              O quiosque fica na Praia da Barra de Maricá em frente a Rua 11

“As pessoas que me conhecem estão elogiando bastante, me perguntam como é o trabalho. Eu mostrei a cidade para alguns turistas de Duque de Caxias e eles ficaram super empolgados. As hortênsias valorizam a cidade”, acredita ela.

 

É o que pensa o grupo de turistas maranhenses Silvia Mara, Deurivan Santos Reis e Adriany Fonseca. Aproveitando para conhecer Petrópolis nesta quinta, eles viram o plantio e elogiaram a beleza do município.

 

“A gente viu a cidade iluminada de madrugada, estava tudo muito lindo. E o plantio das flores é um cuidado muito legal com a cidade. Estão todos de parabéns”, falou Silvia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino