Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo são condenados pela primeira vez no TRF

04.12.2018

O ex-governador  do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (MDB) e a ex-primeira-damaAdriana Ancelmo foram condenados pela primeira vez em segunda instância na Justiça Federal no Rio. Os três desembargadores da 1ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) decidiram nesta terça-feira (04) manter as condenações do casal no processo da Operação Calicute. Os magistrados aumentaram a pena  de Cabral em sete meses e reduziram a de Adriana em cinco anos e quatro meses

                              Sergio Cabral e Adriana Ancelmo do glamour para a prisão

 

Na condenação dada pelo juiz Marcelo Bretas, o ex-governador recebeu pena de 45 anos e 2 meses de prisão por organização criminosa, lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Agora, ficou em 45 anos e 9 meses. A de Adriana, que era de 18 anos e 3 meses por organização criminosa e lavagem de dinheiro, ficou em 12 anos e 11 meses. Com a decisão do TRF-2, as condenações de Cabral somam 198 anos e 6 meses. Como houve divergência na dosimetria das penas entre os desembargadores, Adriana e Cabral podem recorrer para o caso ser julgado pela 1ª Seção Especializada do tribunal, que tem seis desembargadores.

 

Além do casal, foram mantidas as condenações dos ex-secretários de Governo Wilson Carlos ( a pena passou  de 34 anos de prisão para 18 anos e um mês) e de Obras Hudson Braga (cuja pena foi de 27 anos de reclusão para 18 anos e 4 meses).

 

Nessa ação, Cabral e Adriana são acusados de lavagem de dinheiro por meio da compra de joias, num total de R$ 6 milhões. Eles não assistiram à sessão.

 

Sergio Cabral  cumpre pena no Complexo Penitenciário de Bangu e Adriana Ancelmo, prisão domiciliar na sua mansão da Lagos Rodrigo de Freitas, área nobre do Rio de Janeiro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino