Loura Fatal de Maricá é coroada Miss Talavera Bruce

04.12.2018

Presa há sete anos por ter matado o amante, Verônica Verone de Paiva, que ganhou o apelido de “Loura Fatal”, foi coroada “Miss Talavera Bruce” no início da tarde desta terça-feira (04). A jovem de 25 anos, que morava em Maricá,  foi a vencedora do concurso de beleza realizado na Penitenciária Talavera Bruce, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio, onde cumpre pena de 15 anos e pode deixar a prisão no mês que vem. Ela disputou o título com outras nove presas

                                                           Verônica Paiva trocou a casa de três andares no Recanto, onde morava com a família

                                                           de classe média, por uma cela no Complexo Penitenciário de Gericinó (foto divulgação)

 

As presas foram avaliadas por dez jurados, a maioria funcionários da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), responsável por promover o concurso.

 

— Estou com o coração acelerado e muito feliz. Realmente não esperava. Cheguei aqui (na cadeia) rebelde e agora estou aqui porque me comportei. Me preparei muito para esse dia. Treinei muito — falou Verônica, após saber o resultado.

 

Para participar do Concurso Garota Talavera Bruce, que está em sua 13ª edição, é preciso ter bom comportamento na cadeia. Até ano passado, Verônica não tinha bom comportamento e, por isso, não podia competir. Na ficha disciplinar da jovem, há oito faltas graves cometidas na prisão. Este ano, ela conseguiu ser selecionada e ficou entre as dez finalistas.

 

Verônica, que morava no Recanto, bairro de Itaipuaçu, Maricá,  foi condenada em 2011 por ter assassinado, com um cinto, o empresário Fábio Gabriel Rodrigues, de 33 anos, em um motel da Região Oceânica de Niterói.

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino