Conselho de Ética da Alerj tem reunião na quinta-feira

Os deputados que integram o Conselho de Ética da Assembleia Legislativa (Alerj) finalmente vão se reunir na próxima quinta-feira (22). O encontro será para analisar o pedido de cassação  feito pelo PSOL em 2017, quando foram presos os emedebistas Jorge Picciani (então presidente da Casa), Paulo Mello, ex-presidente e Edson Albertassi

                                Jorge Picciani, Paulo Mello e Edson Albertassi na mira do Conselho de Ética da Alerj

 

Os três deputados foram presos na Operação "Cadeia Velha" e tiveram prisão preventiva também decretada pela Operação "Furna da Onça", realizada no último dia 8, quando foram presos outros 7 deputados.

 

Como o processo de cassação de mandato é um pouco demorado, graças ao corporativismo e manobras políticas,  e os três, como cumprem prisão preventiva e não disputaram a reeleição em outubro, devem escapar do julgamento com a chegada do recesso parlamentar . Depois, com o fim do recesso em fevereiro de 2019,  termina o mandato dos três.

                                                                                                                                                                                    CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por falar em recesso, deputados com boa experiência na Alerj, estão preferindo aguardar mais um pouco para tratar da eleição para a presidência e mesa diretora da Assembleia. Eles vão esperar até o recesso para ver se a Lava Jato vai fazer mais estragos, como aconteceu com a Operação "Furna da Onça".

 

Todos os presidentes da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro nos últimos 20 anos foram presos: Sérgio Cabral, Paulo Mello e Jorge Picciani. Neste período também foram presos os ex-governadores Anthony Garotinho, Rosinha Garotinho e Cabral, que cumpre condenação no Complexo Penitenciário de Bangú.

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino