Unimed reúne grupo de empresários para anunciar a Recuperação Judicial

Justiça concedeu recuperação judicial à Cooperativa Médica em 1ª instância

Com mais de 36 mil clientes na Região Serrana, segundo a sala de situação ANS, e gerando cerca de 3,5 mil empregos diretos e indiretos, com a 2ª maior geração de riqueza no município, a Unimed Petrópolis recebeu a concessão da recuperação judicial. Esta é a primeira vez no país, em que uma cooperativa da área de saúde poderá utilizar o procedimento para reestruturar suas dívidas, permitindo novo modelo de gestão e resultados. A decisão ainda cabe recurso entre as partes envolvidas.

 

A novidade foi anunciada ao grupo de empresários clientes do município em um café da manhã nesta quarta-feira (24.10). O encontro contou com a presença do prefeito Bernardo Rossi (MDB), do procurador geral do município, Sebastião Medici e do secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini. O poder público reiterou apoio à Unimed Petrópolis em todas as esferas judiciais e inclusive no processo de aproximação e negociação junto a ANS.

 

Apesar da Lei nº 11.101, de 2005, que regula a recuperação judicial e a falência, proibir que sociedades operadoras de planos de assistência à saúde, dentre outros segmentos, utilizem o instrumento, o juiz titular da 4ª Vara Cível, Jorge Luiz Martins Alves, entendeu que a Unimed Petrópolis Cooperativa de Trabalho Médico tem direito a uma recuperação judicial por hoje estar na categoria de atividade empresarial.

 

O presidente da Unimed Petrópolis, Rafael Gomes de Castro reforça que os advogados da Vieira de Castro, do Mansur & Faver Advogados defenderam que a atividade da Unimed tem característica empresarial, uma vez que possui o mesmo nível de organização e faturamento de qualquer outra companhia. Inclusive há um projeto de lei tramitando na câmara de deputados com este entendimento.

 

“Apenas no primeiro semestre deste ano, a cooperativa faturou R$ 83 milhões. Além disso, a Unimed de Petrópolis possui um hospital próprio e uma rede de 270 médicos cooperados que atendem a cerca 35 mil clientes. Dr. Jorge Luiz Martins Alves ainda teve a sensibilidade de perceber a importância da Unimed para Petrópolis, uma vez que em 2017 foram gerados R$ 75 milhões em riquezas que foram investidos em benefícios para os empregados, médicos cooperados, setores e serviços da sociedade”, avalia Rafael Gomes de Castro.

 

Empresários e Poder público apoiam a Unimed Petrópolis

 

O evento ‘Unimed Relacionamento Empresarial’ reuniu cerca de 50 empresários da cidade. Dos 36 mil usuários da operadora de saúde, em média, 52% são clientes de plano empresarial. O procurador do município, Sebastião Medici, reforçou a importância do município em apoiar todo o processo de recuperação judicial da Unimed Petrópolis e inclusive de buscar uma aproximação junto à ANS.

 

 “O município reconhece a seriedade do trabalho da Unimed e sabe dos impactos que poderia gerar na cidade se caso ocorresse uma migração ao SUS. Não permitiremos que isso aconteça. Estamos a pedido do nosso prefeito, intervindo junto à ANS para que possamos ter uma aproximação entre as partes e essa recuperação judicial ocorra da melhor maneira”, avalia.

 

Para Marcelo Fiorini, secretário de Desenvolvimento Econômico são fundamentais o apoio e o engajamento dos empresários do município.

 

“Nós sabemos da importância da Unimed Petrópolis para a nossa cidade, pois temos quase 70 mil pessoas relacionadas à operadora com quase 1/3 dos munícipes como clientes. Esse momento de união dos empresários e o do governo vêm fortalecer ainda mais a Unimed”, disse.

 

O evento contou com representantes das empresas – GE Celma, Cervejaria Cidade Imperial, Alfa Laval Aalborg, UCP, Mitra Diocesana, Werner, Carl Zeiss Vision Brasil. O diretor comercial do Laboratório de Corrêas, Matheus Baffi Silveira, reitera a parceria da empresa junto à Unimed Petrópolis.

 

“São mais de 20 anos de parceria com a Unimed e são cerca de 100 colaboradores usuários do plano de saúde. Estamos aqui para reforçar essa parceria e somar forças no que for preciso para que a Unimed Petrópolis tenha sucesso nesse processo de recuperação. A atual gestão vem trabalhando sempre de forma transparente, nos provisiona os pagamentos, e assim, conseguimos nos organizar e realizar investimentos no laboratório”, explica.

 

 

 

Dr. Jorge Luiz Martins Alves, na decisão, afirma que o pedido da Unimed merece ser acolhido porque o critério de "empresariabilidade e a natureza econômica que são vetores identitários de suas atividades conforma a carta de alforria à aplicação das regras" que norteiam o instituto da recuperação judicial na forma e extensão concebidas pela Lei nº 11.101, de 2005. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

05. 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino