Prefeitura vai plantar palmeiras na orla do Peró

 

O plantio incorreto de árvores nas calçadas e praças públicas pode causar acidentes, danificar o passeio e empobrecer a cobertura vegetal da cidade. O alerta é do engenheiro florestal Wilson Mendonça, gerente técnico da diretoria de Meio Ambiente da Comsercaf.

 

Mendonça percorreu as ruas do Peró e constatou a fragilidade da cobertura florestal do bairro. Ele participou do plantio de um ipê (doado pelo falecido ambientalista Antônio Ângelo) e de uma palmeira jerivá na Praça do Moinho.

 

-- Não se deve plantar nas calçadas amendoeiras, fícus, casuarinas e flamboyants. São espécies que não possuem nenhum valor ambiental e prejudicam as calçadas – explicou.

 

Wilson Mendonça exalta o Pau-Brasil (o Peró está inserido na Área de Proteção Ambiental do Pau-Brasil), mas lembra que a árvore demora a crescer e por isso não é muito comum na arborização urbana.

 

-- No Peró recomendamos as espécies típicas, como aroeira, pitangueira, palmeira gerivá, sibipiruna e o pau-mulato, também conhecido como mulateiro.

 

Moradores do Peró pediram à Coordenadoria de Meio Ambiente, à Comsercaf e à Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Cabo Frio que promovam plantio de árvores nas vias de acesso e nas ruas próximas à orla do Peró, que no dia 25 de novembro vai hastear a Bandeira Azul – certificado internacional de qualidade.

 

-- Na orla vamos plantar quantas mudas forem necessárias de palmeiras jerivá – prometeu o engenheiro florestal.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino