Prática de yoga no Museu Imperial é atração turística em Petrópolis

15.10.2018

Há nove anos a prática de yoga nos jardins do Museu Imperial, em Petrópolis,  se tornou mais um atrativo para os visitantes. Todos os domingos pela manhã, mais de 30 pessoas se reúnem para participar do projeto gratuito “Todo dia é dia de Yoga” realizado pelo professor Fábio Goulart. Ao longo dos anos, o local se tornou referência da prática da yoga ao ar livre, além de ser mais uma opção para os turistas e também para moradores da cidade

                                                                                                                                                   fotos PMP

O projeto começou com uma discreta aula de yoga em um ambiente aberto e um desejo definido pelo fundador: “Tornar a yoga acessível para todos sempre foi uma necessidade de caráter pessoal, além da vontade de ver as pessoas praticando, ainda mais nos jardins desse lugar lindo que é o Museu Imperial”, contou Fábio. A ideia foi muito bem recebida pelos praticantes e virou rotina. Os encontros marcados para às 10h, passaram a ser constantes e a cada domingo um aluno ministra a aula.

 

“Os turistas têm mais uma opção de lazer usufruindo de mais um espaço disponível, com uma vertente diferenciada, que são as aulas de yoga nos jardins do Museu Imperial. Queremos sempre fomentar o turismo no município e oferecer uma programação diversificada possibilita o aumento do fluxo de visitantes”, pontuou o secretário da Turispetro, Marcelo Valente. 

                                                                                                                                                                                     CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A yoga é uma das formas que os turistas e visitantes têm de aproveitar todo o acervo histórico que o Museu Imperial oferece. A partir dessa atividade a pessoa pode usufruir também da visita ao interior do palácio, participar de conferências e aproveitar todos os bens históricos que ali estão. É uma porta de entrada para que a pessoa desfrute do Museu Imperial como um todo”, destacou o diretor do Museu Imperial Mauricio Vicente.

 

Segundo o professor Fábio Goulart, vários turistas que estão passeando pelos jardins, quando param para apreciar a aula, acabam tirando os sapatos e participando. “É muito bacana, porque o grupo reunido ali desperta a curiosidade dos que passam e muitos não resistem e participam da aula. Muitos turistas já retornaram para cidade só para fazer as aulas. É uma energia incrível”, conta Fábio.

 

 

 “Yoga no Museu é muito bom. O diferencial é justamente estar em um ambiente urbano, que tem um espaço com muito verde, jardins, árvores e gramado. Todo domingo é um professor diferente, o que não deixa os domingos iguais, o ambiente nunca é igual, sempre muda o clima, a prática, e isso que é especial. Um espaço aberto, porém, sempre renovado”, contou o engenheiro Rodrigo Balter, que frequenta o projeto há mais de dois anos, e no início deste ano se especializou na formação de Yoga e também já ministrou a prática no Museu.

 

Ainda de acordo com Fábio, a prática de yoga existe há mais de cinco mil anos na civilização. As primeiras evidências foram comprovadas por historiadores na Índia e veio se desenvolvendo até os dias de hoje. “A yoga é uma filosofia de vida que fomenta a liberdade, esse é o grande diferencial da prática”, ressaltou o professor.

 

Jardins do Museu: energia e equilíbrio entre corpo e mente

 

São mais de duas mil posturas possíveis dentro da prática da yoga, porém, 84 são as mais clássicas e mais conhecidas. Crianças, adultos e pessoas de qualquer idade podem praticar Yoga. Dependendo do ritmo de uma aula, a pratica pode ter um gasto de aproximadamente 400 calorias.

 

Segundo o idealizador do projeto, a respiração controla os movimentos e as posturas executadas dinamizam as emoções bloqueadas e interferem até em questões psicológicas. A yoga considera que o corpo e a mente fazem parte de uma coisa só.

 

Fábio ressalta que as pessoas estão vivendo em um mundo com muita pressão e o uso de ansiolíticos já passou no limite do saudável. Segundo ele, as pessoas estão cada vez mais adoecendo fisiologicamente e psicologicamente, pelo estilo de vida que estão levando. “A yoga é reconhecida por ter eficiência em combater o estresse. Só neste controle, já equilibra todo o resto. Yoga é um estilo de vida que beneficia todo o corpo com movimentos inteligentes”, finalizou o professor.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino