Humorista Adnet em vídeo no "O Globo" sacaneia Maricá graças a Eduardo Paes

A cidade de Maricá continua sendo motivo de piadas à nível nacional, graças ao ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), que numa ligação telefônica, grampeada pela Operação Lava Jato, com seu amigo o ex-presidente Lula (preso condenado por corrupção e lavagem de dinheiro), disse que a cidade é um local de merda. Mesmo assim, recentemente, esteve no município e foi recebido com tapete vermelho por vereadores governistas, que apoiam o governo do petista Fabiano Horta

reprodução O Globo

O humorista Marcelo Adnet fez um vídeo para o site do jornal "O Globo" ironizando o ex-prefeito do Rio e candidato ao governo do Estado Eduardo Paes (DEM).

No vídeo que ironiza o ex-prefeito Eduardo Paes, Adnet cita sua ligação com o ex-governador preso Sergio Cabral e com o ex-presidente da Alerj Jorge Picciani, ambos do MDB acusados de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Cabral condenado, está no complexo penitenciário de Bangu e Picciani, aguarda julgamento em prisão domiciliar.

No vídeo, o humorista global diz, imitando Eduardo Paes, que "...queria mandar um abraço para o pessoal de Maricá. Vou transformar aquilo lá numa potência, uma Búzios. Vou fazer uma estátua minha...".

Mesmo com toda repercussão negativa contra Maricá com a declaração de Eduardo Paes, o candidato democrata ao governo estadual foi recebido, recentemente, com tapete vermelho e flores por vereadores que apoiam o governo municipal administrado pelo PT e que tem Marcia Tiburi também candidata à sucessão de Luiz Fernando Pezão.

A ida de Paes a Maricá foi sem badalações, a reunião foi para alguns cabos eleitorais dos vereadores que aceitaram essa manobra para tentar diminuir a força política da candidatura do senador Romário (Podemos) e seu vice, o deputado federal Marcelo Delaroli (PR) principal adversário dos petistas maricaenses.

Aceitaram esse tipo de "jogada política" os vereadores mostrados na edição impressa do GBNEWS: Frank Costa (SD), Bubute (PV), Marcus Bambam (PV), Tatai (PTB), Ismael Breve (DEM), Marcinho da Construção (DEM), Felipe Paiva (PCdoB), Rony Peterson (PR) e mais os parlamentares licenciados porque fazem parte do executivo Felipe Bittencourt (MDB) secretário de Esporte, e Robson Dutra (Podemos), secretário de Turismo.

Se Paes acha Maricá uma merda, apesar de ter recebido somente neste ano quase R$ 1 bilhão em royalties do petróleo e estar com suas contas em dia, como o democrata define, por exemplo, São Gonçalo, a segunda maior cidade do Estado e que está no fundo do poço economicamente? E os municípios menores, principalmente no norte e noroeste fluminense e alguns da Região dos Lagos que também enfrentam problemas financeiros? Com a palavra o ex-prefeito do Rio e os vereadores maricaenses que apoiam o candidato democrata ao governo estadual.