Vereadores denunciam corrupção e descaso no serviço público de Maricá

                                                                                                                                                                                                  fotos Agência GBNEWS

                          O terminal é administrado pela Prefeitura e serve apenas para uma empresa de ônibus, a N.S.Amparo que detém o

                                            monopólio do transporte municipal e intermunicipal em Maricá

 

A sessão ordinária desta quarta-feira (30) na Câmara Municipal  foi marcada por denúncias de atos de corrupção com pagamento de propina no Terminal de Integração de Itaipuaçu, e  descaso da Secretaria de Segurança e Trânsito que deve estar esperando uma tragédia para tomar providências. As denúncias foram feitas pelo vereador oposicionista Ricardinho Netuno (Patriotas) e Marcinho da Construção (DEM), que integra a base de apoio ao prefeito de Maricá, Fabiano Horta (PT).

 

O Ministério Público Estadual (MP) recebeu e vai investigar as denúncias de Ricardinho Netuno, contra o ex-candidato a vereador em 2016, Alessandro Leite Alexandro, o "Alessandro da Miriam (PV)", que teve apenas 651 votos.

 

"Recebi várias denúncias de que quando Alessandro era administrador do Terminal de Integração de Ônibus de Itaipuaçu autorizava a instalação de quiosques em troca de favores políticos ou pagamento de aluguel. O maior deles, o "Gostosura da Vivi" paga R$1 mil (hum mil reais) de aluguel", denunciou o parlamentar.

 

Segundo Ricardinho Netuno, o ex-candidato a vereador também instalou um terminal de tv no terminal rodoviário para explorar a publicidade do comércio local e fez outra séria denúncia sobre corrupção.

 

"O sobrinho de Alessandro que trabalha no setor de IPTU da Prefeitura de Maricá no Terminal de Itaipuaçu cobra transferência de titularidade de terrenos junto ao cadastro da prefeitura. Ele cobra de R$5mil (cinco mil reais) a R$15 mil (quinze mil reais), dependendo do valor do imóvel", concluiu Ricardinho Netuno que entregou os documentos a promotoria do MP.

 

Descaso na Segurança e Trânsito

 

Ainda na sessão ordinária desta quarta-feira, o vereador governista Marcinho da Construção surpreendeu a todos com o tom do seu pronunciamento ao pedir, mais uma vez, a intervenção nos acessos das creches e escolas com faixa de pedestre e sinalização para segurança de pais e alunos.

 

"É bonito sinalizar a rodovia (RJ 106 - de competência estadual), mas nossas crianças não podem pagar essa conta. Será que vão esperar um atropelamento para resolver? As crianças estão correndo risco! Não faço discurso sensacionalista, poucas vezes discursei dessa forma, mas vou continuar cobrando até ser atendido", disse o vereador governista.

 

A Secretaria de Segurança e Trânsito de Maricá é comandada por Celso Netto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino