Plano Verão de Petrópolis começa em setembro na Defesa Civil

30.08.2018

Começam em setembro as reuniões setoriais que definem as matrizes de atividades e responsabilidades e os planos de contingência que fazem parte do Plano Verão 2019 de Petrópolis. O objetivo é organizar os órgãos que atendem as ocorrências no período de fortes chuvas, que vai de novembro até a primeira quinzena de abril. O trabalho antecipado será realizado em cima das principais ameaças da estação: deslizamento de solo ou rocha, inundações, rolamento de blocos rochosos, vendavais e tempestades e raios. A medida da prefeitura tem como foco prevenir os desastres de origem natural, além de investir na orientação dos moradores nas comunidades e dos estudantes nas escolas da rede municipal

 

                                                                                                                                  fotos PMP

A elaboração do Plano Verão está sendo conduzida em dois eixos: operacional e comunitário. O início dos esforços começou cinco meses antes da estação por causa dos números do último verão comparados com o ano anterior: os índices de chuva foram em média 120% mais altos, além da quantidade de ocorrências que subiram 48%. O lançamento está marcado para o dia 28 de novembro, na Casa dos Conselhos, na Av. Koeler.

 

"Agora em setembro já daremos início aos encontros setoriais para discutirmos a responsabilidade de cada órgão envolvido no atendimentos das ocorrências que acontecem na cidade. O trabalho antecipado e organizado é fundamental para uma resposta melhor e mais rápida dos órgãos em caso de desastres no verão", explica o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.

 

Também como parte das ações antecipadas do governo municipal, o SOS Chuvas está com vagas abertas para inscrições para novos estagiários. O programa criado no ano passado pelo prefeito Bernardo Rossi em parceria com a Universidade Católica de Petrópolis (UCP) e Estácio de Sá, busca reduzir os prejuízos causados pelas chuvas de verão em três áreas: Defesa Civil, Meio Ambiente e Obras.

 

“Os estagiários participam ativamente dos trabalhos desenvolvidos pela prefeitura. O programa SOS Chuvas trabalha justamente com a fiscalização, mobilização e conscientização comunitária. Estamos montando um calendário de atuação nas comunidades de maior risco”, garante o secretário de Defesa Civil.

 

Além disso, a Defesa Civil vai montar um calendário de visitas nas comunidades e nas escolas municipais e organizar o treinamento das equipes de resposta às ocorrências. As ações de prevenção aos desastres de origem natural tem o objetivo de melhorar a resposta em caso de uma grande tragédia, proporcionando um melhor atendimento à população.

 

"Essa será a segunda edição do nosso Plano Verão de Petrópolis e estaremos ainda melhor preparados e ainda mais integrados para enfrentarmos, conjuntamente, as ameaças da estação", completa Paulo Renato.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino