TJ do Rio inaugura a segunda etapa da reforma do Fórum Central

24.07.2018

fotos Júlio César Guimarães

 O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Milton Fernandes de Souza, inaugurou na manhã desta segunda-feira (23), a segunda etapa da obra de readequação do Fórum Central. Concluída no prazo, as novas instalações abrangem uma área de mais de 20 mil m². Foram reformadas nove Varas Cíveis, 12 de Família, 14 de Fazenda Pública, a Vara de Execuções Penais (VEP), além de outras instalações.

 

O presidente destacou a necessidade de reforma do prédio, construído na década de 60. De acordo com o desembargador, a evolução tecnológica também impulsionou as mudanças, que irão trazer mais conforto e tranquilidade para quem trabalha e frequenta o Fórum.

 

“Essa obra era uma obrigação, para readequar as instalações e atender às necessidades dos magistrados, serventuários, advogados e da população em geral. Esse é um prédio destinado ao público e como a informatização é uma realidade hoje em dia, precisamos nos adaptar”, afirmou.

 

As obras de readequação do Fórum começaram em setembro de 2014, na gestão da desembargadora Leila Mariano, que participou da cerimônia de inauguração. Orgulhosa e feliz com a conclusão das obras, a ex-presidente lembrou as dificuldades enfrentadas no início das atividades, mas ressaltou o trabalho das administrações posteriores que deram continuidade à readequação.

 

“Foi um projeto muito difícil, que demorou mais de um ano só para ser planejado, mas hoje é uma realidade. Uma administração pública como a do Judiciário é uma entrega de bastão, onde cada um faz um pouquinho, até que o trabalho seja concluído”, afirmou a ex-presidente.

 

O corregedor-geral de Justiça, desembargador Cláudio de Mello Tavares, elogiou as mudanças, afirmando que o TJRJ se destaca entre outros Tribunais do Brasil por suas instalações modernas.

“A nossa missão é prestar uma jurisdição célere, com tudo que o cidadão merece. Essas mudanças trazem conforto para todos que trabalham no Fórum, mas, principalmente, para os cidadãos, que precisam ser atendidos com respeito nas dependências do Judiciário”, disse o desembargador.

 

Além das obras da segunda fase, nas Lâminas I e II, a readequação do Fórum Central também inclui as reformas no Plantão Judiciário, reinaugurado em 2015, e a conclusão da primeira fase, em 2017.

Com as mudanças, cada vara passou a ter, em média, 160 m², com cartório, copa, sanitários, salas de atendimento e audiência, além dos gabinetes. Os cartórios também foram adaptados para atender pessoas com necessidades específicas.

 

Advogados, funcionários e usuários do Fórum Central contam com mais conforto e maior climatização nas áreas de espera, melhorando o atendimento ao cidadão. A reforma veio acompanhada do avanço na digitalização de processos, que torna o serviço mais ágil. A obra também seguiu boas práticas de sustentabilidade, permitindo redução no consumo de água e mais eficiência no uso de energia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

stentabilidade, permitindo redução no consumo de água e mais eficiência no uso de energia.

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino