Mudanças no Rio vão prejudicar milhares de usuários de ônibus

Uma decisão da Prefeitura do Rio poderá prejudicar cerca de 900 mil passageiros/mês que usam os ônibus intermunicipais que ligam o Rio aos municípios de Niterói e São Gonçalo. O Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) encaminhou à Prefeitura do Rio ofício solicitando a revisão das mudanças de trajeto e ponto final de 13 linhas intermunicipais, previstas para serem postas em prática no próximo sábado (26)

De acordo com o projeto da Prefeitura, com a interdição da avenida Marechal Floriano e da rua Visconde de Inhaúma para as obras da linha 3 do VLT, os coletivos terão que ser deslocados para as ruas Camerino e Acre, prejudicando os passageiros com aumento do tempo de viagem e maiores deslocamentos para seus trabalhos.

O Detro vem se reunindo com os técnicos da Prefeitura desde dezembro de 2017 e apresentando estudos técnicos com proposta para os novos pontos, priorizando o conforto e a melhor prestação dos serviços aos usuários dos ônibus intermunicipais, sem prejuízo para as obras do VLT.

O Detro reforça que, embora ainda não tenha sido comunicado oficialmente pela Secretaria Municipal de Transportes sobre as mudanças de sábado, vem sendo questionado pelos operadores a respeito da alteração na referida data.

Assim, na falta de uma comunicação oficial feita pela Prefeitura do Rio, o Detro entende que não há condições técnicas para realizar neste fim de semana uma mudança que afetará o cotidiano de tantas pessoas. Cabe ressaltar que até sábado não há tempo hábil para que a população seja avisada de forma eficiente. Em nota, a direção do Detro disse acreditar que o prefeito Marcelo Crivella será sensível à solicitação, a fim de evitar o impacto negativo no cotidiano dos cidadãos.