Operação Ananas: seis vereadores foram presos em Teresópolis

25.05.2018

Seis dos 12 vereadores de Teresópolis foram presos na manhã desta sexta-feira (25). A Operação Ananas, desencadeada pelo Ministério Público e a Polícia Civi, tinha como alvo seis políticos: Claudia Lauand, a Dra. Claudia (PP); Eudilbelto José Reis, o Dedê da Barra (PMDB); Leonardo Vasconcellos de Andrade (PMDB); Luciano dos Santos Cândido, o Pastor Luciano (PRB); Rocsilvan Rezende da Rocha, o Rock (PSDB); e Ronny Santos Carreiro (PHS), pelos crimes de associação criminosa para a prática de concussão e peculato 

 

                                                                                                                           foto reprodução

 No entanto, o Pastor Luciano, da Comissão de Ecologia e Meio Ambiente, não foi encontrado pelos agentes e já é considerado foragido da Justiça. 

 

De acordo com o MP-RJ, as investigações apontaram que os vereadores estariam exigindo do ex-prefeito de Teresópolis, Mario Tricano, que teve o mandato cassado pelo TSE, a indicação de empresas sem licitação. Elas seriam contratadas para realização dos serviços de iluminação pública e saneamento básico, estacionamento rotativo pago e serviços de cemitério.

 

Além disso, segundo o órgão, os políticos exigiam a contratação de pessoas para cargos comissionais no poder executivo que fossem indicadas por eles. De acordo com o Ministério Público, as investigações apontam que o vereador “Pastor Luciano” ofereceu a um ex-secretário do município o pagamento de R$ 300 mil por mês, em troca da indicação de uma empresa para prestar o serviço de coleta de lixo. Ele vai responder também pelo crime de corrupção ativa.

 

Com o afastamento de Mario Trincano e seu vice, o TRE-RJ marcou para o próximo dia 03 de junho eleição para prefeito e vice prefeito de Teresópolis.

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino