Esse é o Brasil que NÃO queremos !

                                                                                                                                                                                                                                     foto Agência GBNEWS

 

O caos se instalou no país, assim como aconteceu no governo do presidente José Sarney (MDB) na década de 80. Greve de caminhoneiros, combustível acabando nos postos,  ônibus parando por falta de óleo diesel, prateleiras dos supermercados ficando vazias e os preços de tudo subindo em consequência do desabastecimento.

 

Na tarde desta terça-feira (22), senti na carne mais uma vez o que é uma má gestão pública, você sendo um nada diante do descaso. Parei num posto de gasolina da Rodovia Amaral Perixoto (RJ 106), altura de Inoã sentido Maricá,  para abastecer o carro. Fui informado por um frentista que se eu quisesse teria que esperar um pouco, porque as bombas estavam desligadas para que os preços fossem reajustados. Tive que sair de fininho vendo o gerente no alto de um andaime reajustando os preços do óleo diesel, etanol e da gasolina com o litro chegando aos R$ 5.

 

Passou um filme na minha cabeça. No  governo Sarney quando ia fazer compras no supermercado, bastava chegar perto de um produto para o funcionário se intrometer na frente, com aquela maldita maquininha para  reajustar os preços dos produtos.

 

Pensando bem, naquela época era melhor. Apesar da inflação altíssima, beirando os 100%/mês, desabastecimento etc, pelo menos não tinha essa onda de violência que enfrentamos hoje. A bandidagem tomou conta de tudo. Basta fazer um levantamento das ocorrências policiais e acompanhar o andamento da Operação Lava Jato.

 

Esse é o Brasil que eu quero? NÃO! Uma melhor resposta pode ser dada no dia 07 de outubro, quando estaremos elegendo o presidente da República, senadores, governadores e deputados estaduais e federais.

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino