Secretaria de Obras de Maricá instala redutor de velocidade na RJ-106

Equipes da Secretaria de Obras iniciaram nesta quarta-feira (25), as intervenções anunciadas pelo prefeito Fabiano Horta (PT) para melhorar a segurança de pedestres e motoristas na RJ-106. O local escolhido para a primeira ação foi próximo ao radar do Km 22, onde a secretaria instalou o primeiro redutor de velocidade com passagem para pedestres. O local é o principal ponto de travessia dos alunos do CAIC Elomir Silva

fotos PMM

Supersecretário Renato Machado fala sobre as intervenções municipais na rodovia estadual

A intervenção visa acabar com o número de acidentes no local e, segundo o secretário Geral de Governo e de Obras, Renato Machado, só foi possível após a reunião entre a Prefeitura e o DER, na qual foi apresentado o plano do município para a estrada. O órgão estadual concedeu as autorizações necessárias. "O presidente do DER nos deu total autonomia para fazer o que quisermos durante essa gestão na RJ 106, inclusive colocar radares de velocidade para a aplicação de multas. Só temos que ver como fazer isso legalmente”, explicou Renato Machado, ressaltando que há planos também para a instalação de uma passarela no local.

“Não posso afirmar a data exata, porque está em fase de aprovação na procuradoria e depois vai para licitação, mas a nossa previsão é de que em seis meses a passarela já esteja instalada. Para minimizar o problema enquanto isso, damos esse grande passo inicial que é fazermos um "traffic calming", um redutor de velocidade mais extenso para evitar um grande impacto nos veículos pesados como carretas e ônibus e diminuir a velocidade. Ele vai estar pronto até o final do dia”, garantiu o secretário.

Questionado sobre já ter um radar no Km 22, o secretário de Obras explicou. “O radar daqui é de 80 km/h. Essa é uma velocidade muito alta para a travessia de crianças. Com o redutor queremos que chegue a no máximo 60 km/h. É o que faremos em todos os trechos com escolas, a princípio colocando o traffic calming e posteriormente as passarelas”, disse. “Automaticamente, sem nenhuma intervenção nossa, a velocidade vai ser reduzida de 80 para 50, 60 km/h”, complementou o secretário de Segurança e Trânsito, Celso Netto.

Fiscal de obra, Felipe Dias explicou o processo de instalação. “Aplicamos o asfalto na pista fazendo uma rampa de acesso para os veículos com 4 metros (cada) e um patamar de seis metros de extensão, por onde todos serão obrigados a passar”, explicou, destacando a necessidade de molhar o asfalto após a aplicação para esfriá-lo e fazer com que ganhe consistência. “Depois o pessoal da pintura começa a atuar sinalizando e placas serão colocadas para evitar que acidentes aconteçam”, lembrou.

Durante o processo, parte da mureta que separa as pistas teve que ser retirada e a pista sentido Niterói interditada totalmente. Ônibus e veículos particulares passaram a utilizar um desvio. Funcionários fizeram a varrição, para que a colocação do asfalto fosse iniciada. Renato Machado anunciou a instalação de outra passagem de pedestres hoje (26), no Km 17, em Inoã. Radares também serão recolocados no acesso à RJ-114, que vai para Itaboraí, e no primeiro acesso ao Centro, junto ao pórtico de chegada. "Vamos instalar outros em locais que consideramos necessários", finalizou o secretário conhecido na cidade como tocador de obras.