Maricá: Felipe Auni explica porque a morte de Marielle teve repercussão maior do que de PMs

O assassinato da vereadora do Rio, Marielle Franco (Psol), também repercutiu em Maricá. Os vereadores da cidade lamentaram a morte dela e de seu motorista Anderson Pedro Gomes, executados a tiros na última quarta-feira (14) no Centro da capital fluminense. O vereador Dr. Felipe Auni (PSD), 2º secretário da Mesa Diretora, pediu um minuto de silêncio e posteriormente foi à tribuna para falar da morte de Marielle. Ele pediu apuração responsável do crime

foto Agência GBNEWS

Auni explicou o porquê da repercussão da morte da parlamentar ter sido maior que a de policiais militares. Ele salientou que é importante que os Direitos Humanos também apoiem a causa de policiais mortos.

“Não vou entrar em questões ideológicas e partidárias. Mas, ela foi eleita democraticamente. Tinha sua luta. Vi muitos questionamentos na internet e muita maldade foi colocada. Acho que os policiais que são assassinados merecem todo respeito e interesse. Sou favorável aos Direitos Humanos estarem presentes. Mas, a diferença é que ela era uma legisladora. Deus nos livre, mas se fosse a gente, teria a mesma repercussão”.

A sessão ordinária da Câmara Municipal de Maricá foi presidida pelo vice, Frank Costa (SD), porque o titular vereador Aldair de linda (PT), ficará ausente por um mês devido a cirurgia que foi submetido num dos joelhos. Os 17 parlamentares voltam a se reunir na próxima quarta-feira (21) às 10 horas.