Maricá: vereador Dr. Felipe Auni continua contrário dar nome de Che Guevara ao novo hospital

 

O nome escolhido pelo ex-prefeito Washington Quaquá (PT), para o novo hospital municipal de Maricá, que está sendo construído às margens da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), Km23, em São José do Imbassaí, que foi motivo de grandes discussões em 2015, voltou a ordem do dia da Câmara de Vereadores. O vereador Dr. Felipe Auni (PSD) era e continua contrário homenagear Che Guevara.

 

Na sessão ordinária da manhã desta quarta-feira (14), o vereador oposicionista Ricardinho Netuno (Patriota, ex-PEN), sugeriu aos demais vereadores que aprovem o nome da pediatra Zilda Arns no lugar de Che Guevara, como impôs o então prefeito Quaquá.

 

Como está em seu primeiro mandato, Netuno certamente não sabia que na sessão ordinária de 7 de outubro de 2015, na legislatura anterior, o vereador Felipe Auni (PSD) foi contra dar o nome de Ernesto Che Guevara ao hospital, por considerá-lo um assassino cruel que tinha como leme Stalling e Mao Tse Tung. Na ocasião, Auni sugeriu entre outros nomes, homenagear a criadora da Pastoral da Criança que morreu em 12 de janeiro de 2010, num terremoto em Porto Príncipe, Haiti, agora lembrada também por Ricardinho Netuno.

 

Ainda em 2015, na sessão ordinária do dia 14 de outubro, foi incluído na Ordem do Dia, de autoria do vereador Dr. Felipe Auni, o projeto de lei que pedia que nomes de ruas, estabelecimentos públicos e outros setores não recebessem nomes de “torturadores, ditadores, assassinos ou de qualquer pessoa que tenha agido com crueldade e que tenha cometido crimes que desrespeitem os direitos humanos”. O pedido foi para impedir que o nome do novo hospital, que ainda está em obras, não homenageie o médico argentino-cubano que liderou a Revolução Cubana nos anos 1959. Colocado em votação, o projeto de lei só teve  voto favorável de Auni, os demais parlamentares, todos governistas, foram contra para agradar ao chefe maior, o prefeito Washington Quaquá.

 

Até hoje, o Executivo não encaminhou à Câmara de Vereadores uma mensagem solicitando a votação e aprovação do nome de Che Guevara para o novo hospital que deve ser inaugurado ainda neste ano. A Câmara Municipal de Maricá conta agora com 17 vereadores, sendo 14 governistas e 3 oposicionistas. Hoje,  o médico Felipe Auni apoia o prefeito Fabiano Horta (PT), mas mantém sua posição de anos atrás: é contrário homenagear assassinos ainda mais num hospital, local de salvar vidas e não de matar.

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino