Laíla deixa a Beija Flor de Nilópolis após 23 anos de conquistas

25.02.2018

Em nota,  o comando da Beija Flor anunciou que Laíla não integra mais os quadros da escola de Nilópolis campeã do carnaval carioca de 2018. Nos últimos 23 anos, Laíla foi diretor de carnaval e membro da comissão de carnavalescos da agremiação da Baixada Fluminense. Os motivos do afastamento não foram revelados, mas sabe-se que Laíla manifestou vontade de voltar a  trabalhar com a Grande Rio, escola de Caxias que foi rebaixada este ano para a Série A

Laíla começou sua carreira no Salgueiro quando, em 1975, foi para a Beija-Flor acompanhado pelo carnavalesco Joãosinho Trinta, mas chegou a trabalhar também na Unidos da Tijuca, Vila Isabel e Grande Rio. Ele voltou para a escola de Nilópolis em 1995, quando ajudou a agremiação a conquistar oito títulos, incluindo um tricampeonato em 2003, 2004 e 2005 e um bicampeonato em 2007 e 2008.

 

Diz ainda a nota da escola: “a equipe de carnaval da agremiação de Nilópolis, representada pelo patrono Anísio Abrahão David, deseja caminhos abertos e prósperos a quem tanto lutou para que os nossos estivessem sempre livres e vitoriosos. Obrigado, Laíla! Um grande abraço da Família Beija-Flor!”.

 

No dia da apuração das notas do carnaval deste ano, em entrevista a imprensa, Laíla desabafou sobre problemas internos na escola. “Deus sabe como foi. De repente meu patrono não sabe da metade”. 

 

Ele contou que os problemas excederam a questão da crise no financiamento do carnaval na Sapucaí. “Não foi crise não. Foi problema dentro da própria escola, com divisões. As pessoas não sabem, eu fui tolido de algumas coisas mas está tudo bem. Eu briguei em torno da minha comunidade”, explicou Laíla.

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino