Friburgo: Carnaval 2018 contou com campanha de prevenção ao uso de drogas

Preocupada com o possível aumento de consumo de drogas durante o período de carnaval, a Secretaria Municipal de Políticas Sobre Drogas desenvolveu uma campanha inovadora de conscientização. Intitulada “Folia Feliz, Carnaval Sem Drogas”, a iniciativa usou uma abordagem singular para transmitir a mensagem durante os desfiles dos blocos de enredo e escolas de samba de Nova Friburgo. A Imperatriz de Olaria conquistou o bicampeonato com 189.5 pontos

Fotos João Luccas Oliveira

Imperatriz de Olaria brilhou na passarela do samba da suíça brasileira


À frente do desfile de cada agremiação na Avenida Alberto Braune, no sábado e domingo de Carnaval, integrantes da Guarda Municipal apresentaram uma faixa produzida especialmente para lembrar ao folião que não é preciso usar drogas para pular o carnaval e se divertir.


De acordo com o secretário da pasta, Daniel Lage, o sucesso desse trabalho de prevenção dependia de uma abordagem menos invasiva e mais informativa durante esse período. A estratégia buscou aproveitar o destaque dos desfiles, que são o ponto alto do Carnaval na cidade, para conseguir a atenção na avenida e dos telespectadores que acompanharam as transmissões das emissoras de TVs locais.

A Secretaria de Políticas sobre Drogas de Nova Friburgo foi a primeira no estado do Rio de Janeiro e atualmente é a única em atividade. Os números mostram a importância da assistência oferecida à população. A Secretaria realiza mais de 40 atendimentos para dependentes e familiares e, ao longo do último ano, 10 internações em comunidades terapêuticas foram viabilizadas por meio de parcerias.


Outras entidades funcionam no mesmo prédio da Secretaria ajudando a criar uma rede de acolhimento. Os grupos AA (Alcóolicos Anônimos), NA (Narcóticos Anônimos) atuam no suporte aos dependentes, enquanto os programas Al-Anon e Nar-Anon disponibilizam apoio para amigos e familiares destes dependentes. “A atuação da Secretaria é importante dentro desta cadeia. Demonstra que o Município está abraçando o dependente e a família, oferecendo uma alternativa de vida saudável e livre dos vícios”, afirmou Daniel Lage.

h às 17h. O telefone é (22) 2543 6303.