Pezão foge para Piraí, Crivella para a Europa e Horta fica em Maricá

O governador Luiz Fernando Pezão (MDB) afirmou que o Estado, principalmente a capital, teria um forte esquema de segurança durante o carnaval. Como sabia que estava mentindo mais uma vez, foi para a sua cidade de Piraí, longe das críticas e do assédio da imprensa. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), novamente botou o pé na estrada,  ou melhor no avião, fugindo da folia. Foi visitar alguns países da Europa para trazer tecnologia de segurança, área que é de competência do Estado e não do município. Foi com alguns assessores para curtir a Alemanha, Áustria e Suécia. Pezão no sul fluminense e Crivella na Europa, devem ter assistido as cenas de violência que marcaram o carnaval da Cidade Maravilhosa

 

                                                                                                                                                      fotos internet

                             Ao contrário de Pezão e Crivella servidores fazem questão de tirar selfie com o prefeito Fabiano  Horta

 

Enquanto isso, distante apenas 60 km do centro do Rio, Maricá, cidade litorânea, recebia nesse período carnavalesco, cerca de 500 mil pessoas, segundo avaliação do prefeito Fabiano Horta (PT), que nesse seu segundo ano de mandato, mais uma vez permaneceu na cidade para acompanhar de perto a programação do “MariCarnaval 2018”.

 

“A cidade como sempre tomada de turistas. O comércio está aquecido. Com certeza Maricá fez o melhor carnaval do eixo  Ponte Rio-Niterói – Região dos Lagos”, afirmou.

 

Horta percorreu nos últimos quatro dias, os 16 pontos onde a prefeitura programou carnaval, verificando de perto a campanha Praia+Limpa da Secretaria Municipal de Conservação, que distribuiu em todo o litoral maricaense cerca de 40 mil sacolas para que os banhistas colocassem seus lixos. Numa dessas ações (foto), o prefeito esteve com o secretário de esporte,  vereador licenciado Felipe Bittencourt (MDB).

 

Mesmo não sendo assunto pertinente ao carnaval, Fabiano Horta respondeu a uma repórter que em abril vai promover concurso público, conforme o GBNEWS antecipou no início de janeiro. O edital irá para as ruas no próximos dias.

 

Fechando o carnaval com chave de ouro, o prefeito Fabiano Horta e o público que lotou a Passarela Adélia Breve presenciaram uma pequena apresentação das escolas de samba que participarão do desfile oficial em julho na primeira edição do “Maricarnaval de Inverno”.

 

Desfilaram na Passarela do Samba Adélia Breve, no Centro, as escolas Inocentes de Maricá (atual campeã), Acadêmicos de Araçatiba, Tradição de Maricá, Unidos do Saco das Flores, Camisa Azul e Branco, União Imperial, Herdeiros de Maricá, Guerreiros da Amizade, além dos Blocos da 90 e Gaviões de Itaipuaçu.

 

Essas agremiações vão disputar o título no último final de semana do mês de julho no “MariCarnaval de Inverno”, que  faz parte do calendário oficial de eventos do município. Trata-se de uma lei do vereador Dr. Felipe Auni (PSD) que visa atrair para Maricá mais visitantes nas férias de meio de ano, movimentando o comércio, hotéis, pousadas, além de gerar emprego e renda para os profissionais envolvidos no evento como marceneiros, costureiras, músicos, coreógrafos, artistas plásticos etc.

 

As escolas de samba de Maricá ficaram sem desfilar durante os dois mandatos do prefeito Washington Quaquá (PT) por falta de apoio municipal.

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino