Abertura do Carnaval: Crivella não entrega a chave do Rio ao Rei Momo

09.02.2018

A chave da cidade do Rio foi entregue ao Rei Momo, Milton Júnior, pelo presidente da Riotur, Marcelo Alves, abrindo oficialmente o Carnaval. A cerimônia aconteceu na manhã desta sexta-feira no Palácio da Cidade, em Botafogo, residência oficial de Marcelo Crivella (PRB) que não vê importância nesse tipo de solenidade

O Rei Momo recebeu as chaves da cidade do presidente da Riotur, Marcelo Alves, e a secretária de Cultura, Nilcemar Nogueira. Estavam também presentes na cerimônia a rainha Jéssica Maia e as princesas do carnaval do Rio, Deisiane Jesus e Cinthia Camillo, além do presidente do Instituto Candonga, Maurício de Jesus, guardião das chaves da cidade. 

 

Marcelo Alves disse que a segurança estará mais reforçada este ano para evitar acidentes como o do ano passado, quando um carro alegórico imprensou pelo menos 20 pessoas contra uma grade. Uma delas não resistiu após ficar internada por dois meses e morreu.

 

"Tivemos mudanças importantes, significativas, primeiramente foram pintadas nas pistas nos acessos, na concentração, uma faixa amarela que mesmo com credencial de pista ou armação não poderá ficar parado ali. Somente a imprensa trabalhando e os protagonistas do espetáculo", disse o presidente da Riotur.

 

Alves também contou que foi reduzido o número de pessoas na Avenida. "Reduzimos muito o credenciamento de pista e armação. Vocês vão ver isso. O Crea (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Rio) tem estado diariamente com a gente, fiscalizando os carros alegóricos. O prefeito solicitou o bafômetro ao estado, para evitar possíveis entradas de motoristas de carros alegóricos com excesso de álcool", explicou. 

 

"A entrega da chave é importante para o Rio, para o carnaval e para o samba, pois é oficialmente o momento da abertura dessa grande celebração. Esse é o simbolo que carrega as nossas tradições e mostra o poder do povo brasileiro e carioca. É importante que estejamos sempre reafirmando a nossa identidade cultura, pois isso influência na nossa cultura, na nossa sociedade e na nossa economia", disse a secretária municipal de Cultura, Nilcemar Nogueira.

 

"Esse é o meu sexto ano a frente dessa grande festa maravilhosa, de tamanha magnitude que é nosso carnaval, vitrine para o mundo. É muito orgulho, muita responsabilidade, um privilégio de estar com a rainha Jéssica e as princesas Deisiane e Cinthia. Poder estar representando nosso povo nos deixa muito ansiosos, mas acreditamos no nosso povo, agradeço ao prefeito, a Riotur pelo empenho e por estarem sempre conosco", disse o Rei Momo. 

 

Mais cedo, Crivella explicou que não entregaria as chaves por não achar relevante. "Esse negócio de entrega de chave tá virando um dogma religioso. A vida inteira se entregou chave para o Rei Momo. Melhorou a educação? Melhorou a saúde? Tem alguma coisa importante para entregar? Me cobram tanto para entregar essa chave e eu queria saber a relevância. O carnaval é importantíssimo. Mas na escala das hierarquias é uma festa, apenas bem representativa", falou.

 

tanto para entregar essa chave e eu queria saber a relevância. 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino