Estado encerra programa Botinho e Maricá terá o seu também em julho

Após 11 dias, a colônia de férias do Corpo de Bombeiros Militar do Estado terminou hoje (31) em 30 praias do Rio de Janeiro com cerca de 3.900 crianças e jovens recebendo medalhas de participação e os líderes de turmas levaram para casa troféus. O programa Botinho acontece desde 1963 e, em Maricá, o prefeito Fabiano Horta (PT) já autorizou a realização também no mês de julho

foto Agência GBNEWS

Crianças e jovens participaram do projeto Botinho na Praia de Itaipuaçu

A abertura e encerramento oficial aconteceram no 2º Grupamento Marítimo (GMar), na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Nesses 11 dias, as crianças e adolescentes divididos em três turmas: Golfinho (7 a 10 anos), Moby Dick (11 a 14 anos) e Tubarão (15 a 17 anos), tiveram aulas que estimularam a cultura de prevenção a acidentes marítimos por meio de atividades lúdicas e orientadas. Também receberam noções de preservação do meio ambiente, orientações sobre as condições do mar, primeiros socorros e dicas para evitar afogamentos.


Maricá


O programa Botinho aconteceu nas praias de Itaipuaçu e Ponta Negra mobilizando cerca de 300 crianças e jovens. Na cerimônia de encerramento em Ponta Negra, o presidente da Câmara de Vereadores, Aldair de Linda (PT) pediu e o prefeito Fabiano Horta (PT) autorizou a realização de um projeto semelhante também nas férias de julho. (foto divulgação)


“O empenho dos pais foi fundamental para que esse projeto acontecesse. Quero agradecer aos militares que participaram desse projeto. Eu que fui guarda-vida voluntário vejo a importância disso. Nosso prefeito vai colocar no orçamento para o ano seguinte, um programa parecido com o Botinho. Como temos esse projeto em janeiro, vamos fazer um semelhante nas férias de junho deste ano”, disse o parlamentar.

O prefeito, Fabiano Horta, parabenizou aos pais, participantes e principalmente aos bombeiros que voluntariamente se propuseram a colocar o projeto em prática. Somente nesta edição, mais de 100 crianças foram beneficiadas em Ponta Negra.


“Primeiro quero parabenizar esse militares, cada guardião, cada bombeiro, pelo afeto e carinho com esse projeto. Vocês são o coração desse negócio e em nome da cidade quero agradecer por esse momento”, finalizou Fabiano Horta. (foto divulgação)


Em Itaipuaçu, o encerramento do programa Botinho 2018 foi com a garotada dando um mergulho no mar, sob os olhares dos guarda-vidas, entrega de medalhas e troféus, sorteios de bicicletas, além de distribuição de lanches e pipoca, além do pula-pula par s gurizada se divertir.


O projeto Botinho 2018 foi realizado em vários pontos do Estado:

· 1º GMAR (Botafogo): Flamengo (150), Piscinão de Ramos (150) e Ilha do Governador (150);


· 2º GMAR (Barra da Tijuca): Barra (150), Recreio (150), Guaratiba (150) e Sepetiba (150);


· 3º GMAR (Copacabana): Copacabana (150) e São Conrado (150);


· 4º GMAR (Itaipu): Icaraí (150), Piratininga (150), Ponta Negra (150) e Itaipuaçu (150);


· 5º GBM (Campos): Farol de São Tomé (150) e São João da Barra (100);


. 9º GBM (Macaé): Cavaleiros (150);


· 10º GBM (Angra): Angra (150), Mangaratiba (100) e Mambucaba (80);


. 18º GBM (Cabo Frio): Cabo Frio (150), Praia Brava (100), Búzios (100), Peró (90), Santo Antônio (90), Arraial do Cabo (90), São Pedro da Aldeia (100) e Iguaba (100);


· 26º GBM (Paraty): Paraty (100);


· 27º GBM (Araruama): Praia Seca (150) e Saquarema (150).


A seguir, fotos da Agência GBNEWS em Itaipuaçu, Maricá: