Fabrício Bittencourt destaca ações da prefeitura na segurança de Maricá

O governo do Estado do Rio de Janeiro que vem enfrentando uma crise econômica sem precedentes, graças ao festival de corrupção instalado na gestão de Sérgio Cabral (condenado a mais de 87 anos de prisão) e na incompetência da administração do governador Luiz Fernando Pezão, ambos do MDB, tem tido a prefeitura de Maricá sob o comando de Fabiano Horta (PT), como parceira visando o melhor para a população. Uma das parcerias é na área da segurança pública. Para garantir o direito de ir e vir dos moradores e visitantes da cidade, a prefeitura de Maricá (única administrada pelo PT no Estado) vem desenvolvendo uma série de ações e pagando em dia as gratificações dos PMs envolvidos no PROEIS

foto Agência GBNEWS

Neste seu primeiro mandato Fabrício Bittencourt tem sido fiel escudeiro do prefeito Horta na Câmara Municipal

“Hoje Maricá vive ótimo momento com investimentos municipais em segurança pública que nunca foram feitos no Estado. O prefeito Fabiano Horta e o secretário de Segurança Celso Netto, implantaram ações inovadoras que vêm fazendo a diferença”, afirmou o líder do governo na Câmara Municipal, Fabrício Bittencourt (PTB).

Secretário de Segurança na administração do prefeito Washington Quaquá (PT), Fabrício Bittencourt, destacou a implantação do PROEIS em Maricá, que conta com 15 viaturas, duas motos, cerca de 60 policiais militares (por dia) no patrulhamento, além da instalação de 10 módulos neste primeiro momento, mas que serão aumentados ao longo de 2018.


“Agentes de segurança com cursos homologados pela polícia Federal estão atuando em todos os pontos de Maricá. É um investimento nunca visto antes no município e grandes novidades virão brevemente. A prefeitura tem feito o que é obrigação do Estado, ou seja, garantir a segurança pública. O pagamento do PROEIS por parte da prefeitura de Maricá é efetuado em dia, porém a morosidade do governo do Estado atrasa o repasse aos policiais militares”, disse Fabrício Bittencourt.


O líder do governo na Câmara de Vereadores lembrou que o prefeito Fabiano Horta (PT) já colocou um terreno a disposição do governo estadual para a construção de um Batalhão da Polícia Militar.

“A Prefeitura vai custear a obra, o aparelhamento e a manutenção do batalhão, para garantir a eficiência da segurança pública no município. A criminalidade cresce e o estado precisa assumir sua responsabilidade constitucional na segurança pública. Muito me preocupa essa situação, onde os praças que trabalham na companhia de Maricá são verdadeiros heróis, pois voltaram ao tempo de consertar viaturas com próprios recursos. Isso é inaceitável! A prefeitura vai continuar fazendo muito mais para ajudar o povo de Maricá”, finalizou o vereador e ex-secretário municipal de Segurança Pública, Fabrício Bittencourt.


PROEIS

O novo plano municipal de segurança pública de Maricá foi apresentado no dia 4 de outubro do ano passado, em solenidade na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro. A parceria da Prefeitura (através da Secretaria de Segurança Pública e Trânsito) com a Coordenação do Programa Estadual de Integração na Segurança (PROEIS) da Polícia Militar. São 30 policiais diariamente, que de folga em seus batalhões e unidades, atuam nas ruas juntamente com guarnições da Guarda Municipal, somando-se ao efetivo policial que já atua normalmente. Cada um recebe em média R$ 250 por cada 12 horas trabalhadas, com o custo mantido pelo município.


Módulos

Os módulos abrigam guardas municipais e policiais militares do programa PROEIS e fazem parte do Sistema Integrado de Segurança Pública de Maricá. Esses módulos monitoram as entradas e saídas da cidade e também locais com grande circulação de pessoas. São equipados com banheiro, chuveiro, ar condicionado e sistema de comunicação que interliga o sistema de monitoramento da cidade. Agentes de segurança e viaturas estatuam nessas unidades que funcionam 24 horas.