Empresária quer parte dos royalties capacitando mulheres em Maricá

Mesmo não sendo vereadora, mas exercendo o direito de cidadã,

a empresária e presidente do PSL Maricá, Simone Giorno,

protocolou nesta sexta-feira (19/), dois projetos na Câmara Municipal de Maricá

Simone Giorno quer que 5% dos royalties que entram na cidade, sejam investidos na qualificação e capacitação da mulher. O projeto tem como seu principal fundamento que a verba seja destinada a criação de cursos e salas de estudos para as mulheres maricaenses. Simone disse que os royalties irão acabar, mas devem deixar um ótimo legado as mulheres da cidade, como toda a população tem que ser beneficiada.


Royalties

Somente em 2017, Maricá recebeu R$689.227.185,76, segundo o Portal da Transparência do Governo federal. O município é o que mais arrecada no país e, para este ano de 2018, a previsão é de que Maricá arrecade cerca de R$800 milhões. Em valores de arrecadação, depois de Maricá estão as cidades de Niterói, Campos dos Goytacazes e Macaé.


Mais recursos


O segundo projeto apresentado na Câmara de Vereadores de Maricá, pela empresária Simone Giorno, obriga que todos os carros de empresas contratadas, terceirizadas e prestadoras de serviços do executivo, legislativo, autarquias e qualquer repartição pública sejam emplacados no município. Bem como todas as empresas que tem contrato com a prefeitura, Câmara e Autarquias sejam obrigadas a abrir uma filial em Maricá.

“Com esse projeto estaremos capitando mais recursos com os veículos emplacados no município e gerando mais empregos com a obrigatoriedade das empresas terem que abrir uma filial em Maricá. Essas empresas não podem vir para Maricá, prestarem um serviço ganhando o dinheiro público e não ter uma contra partida para a população.” afirma Simone Giorno.