Projeto regulamenta Programa Promotores da Paz em Petrópolis

21.12.2017

O presidente da Câmara, vereador Paulo Igor, criou o projeto que regulamenta em Petrópolis o Projeto Promotores da Paz (Proppaz). O mesmo foi votado e aprovado em primeira discussão na sessão plenária desta quarta-feira (20.12). Essa ação oficializa - no âmbito municipal - o programa e garante a sua continuidade como política pública

 

Paulo Igor atendeu ao pedido do atual comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni e dos instrutores participantes, que solicitaram a construção do projeto para que, no futuro, não haja a interrupção do Proppaz. Apesar de ativo, o programa tem sua viabilidade condicionada ao entendimento de cada governo.

 

“Estou garantindo a continuidade do Proppaz com esse ato. Não podemos deixar que um programa tão importante para os jovens da cidade seja, no futuro, interrompido por uma administração que não ache o mesmo adequado. A regulamentação vem de encontro à solicitação da Guarda Civil. A minha propositura ratifica a sua transformação em uma política pública, que deverá ser assumida por quem estiver à frente do governo municipal”, aponta Paulo Igor.

 

O programa existe em Petrópolis há nove anos e formou mais de 2,9 mil alunos. A gerência e a execução do Proppaz são de responsabilidade da Guarda Civil. Para ingressar no Proppaz, o profissional deve ser voluntário, disciplinado e possuir equilíbrio emocional, pertencer ao quadro e ter pelo menos um ano de efetivo serviço, além de passar por um curso de capacitação e respeitar o número de vagas disponíveis.

 

A equipe do Proppaz é formada por um Guarda Civil responsável pelo grupo, um guarda com atribuição organizacional e operacional e cinco guardas palestrantes. A coordenação fica condicionada a um inspetor de carreira na Guarda Civil com formação especifica para tal função, indicado pela Superintendência da Guarda Civil e que possua, no mínimo, um ano como educador do Proppaz.

 

“Vale ressaltar que o programa é executado em toda rede municipal de educação, além de poder ser promovido em escolas particulares, na rede estadual e demais entidades, mediante convênio ou uma solicitação oficial. Esse fato abre diversas possibilidades de interação com a sociedade civil. Por isso, destaco a importância da regulamentação desse projeto, com a carga e o viés educacional que o baliza”, afirma o vereador Paulo Igor.    

 

O Proppaz tem como meta a atuação e o desenvolvimento da política de segurança cidadã, difundir os princípios de direitos humanos, desenvolver o senso crítico e resiliência, reforçar condutas positivas e produtivas para toda sociedade e difundir a Cultura da Paz.  

 

O curso é ministrado primeiramente em sala, com aulas de cidadania, valorização da família, cultura da paz, educação para o trânsito, prevenção ao uso de drogas e motivação. Após essa fase são realizados os Jogos Proppaz, com atividades esportivas e lúdicas entre os estudantes e os instrutores do curso e, por fim, é realizado o “Guarda por um dia”, onde os alunos vivenciam o dia a dia dos agentes.

 

“Tenho certeza que o Proppaz gera frutos e transforma a vida de muitos alunos que participam de suas atividades. Fico feliz de poder contribuir e garantir a continuidade desse importante programa para a cidade”, conclui o presidente da Câmara, Paulo Igor.

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino