Bernardo Rossi participa do “Reformas Já” promovido pela Firjan

16.12.2017

A recuperação econômica dos estados e municípios, que depende de ações de ajustes nas contas públicas, principalmente no Rio de Janeiro, foi o tema do encontro “Reformas Já”, promovido pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) nesta sexta-feira (15) na sede da entidade, no Rio. O encontro, que teve a presença do prefeito de Petrópolis, Bernardo Rossi (PMDB), focou reformas como a da previdência. O tema foi apresentado a outros 67 prefeitos, secretários municipais e deputados federais, além de empresários

 

foto divulgação

                               Para o presidente da Firjan a capacidade de compras do Estado está reprimida

 

A intenção da Firjan foi a de mostrar para os prefeitos dos municípios do Rio a necessidade das reformas para o crescimento econômico das cidades. De acordo com a Firjan, a revisão das regras previdenciárias vai provocar o crescimento para o Produto Interno Bruto (PIB, que é a soma de bens e serviços produzidos no país) em 2018 em 4%.

 

“É muito importante que esse tema seja discutido com todas as esferas. O crescimento dos setores de serviço, que movimentam a econômica precisa ser retomado. Os ajustes nas contas públicas ajudarão os gestores municipais a colocar as contas em dia e conseguir verbas federais para programas essenciais para a população”, disse o prefeito Bernardo Rossi.

 

Durante o encontro, o presidente da Firjan, Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira, chamou a atenção para o fato de a Firjan estar apontando a necessidade das reformas há 20 anos.

 

“O Estado do Rio precisa retomar a capacidade de compras , que está reprimida. Reunimos aqui lideranças políticas e empresariais do estado e temos a responsabilidade de trabalhar e lutar para que os nossos liderados tenham uma vida melhor. Se tivermos um orçamento equilibrado, vamos, por exemplo, diminuir as filas nos hospitais. Estamos aqui para chamar a atenção para o que o país precisa fazer agora para garantir uma vida melhor no futuro”, explicou Eduardo Eugênio.

 

Segundo levantamento da Firjan, o setor de serviços do Rio de Janeiro teve uma queda duas vezes maior do que o resto do país nos últimos anos e os ajustes nas contas púbicas podem ajudar na recuperação do crescimento. Ainda de acordo com a entidade, entre os fatores decisivos para 2018 que podem ajudar o país a crescer, estão a reforma da previdência, a recuperação fiscal dos municípios, além de novos programas concessões e privatizações, PPPs (Parcerias Público Privadas) nas áreas de logística, saneamento e energia; leilões dos novos blocos de exploração de petróleo e segurança pública (pacto entre os governos federal e estadual).

 

 “Em Petrópolis estamos um passo à frente, com a modificação na Lei do Instituto de Previdência e Assistência ao Servidor de Petrópolis, o Inpas”, explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorni, referindo-se à alteração da Lei 7.353 que entrou em vigor na última semana e que, por exemplo, modificou o rol de doenças para concessão de aposentadoria e estabelece um prazo de 90 dias para requerimento de pensão por morte.

 

Waltraud Keuper Rodrigues Pereira, presidente da Representação Regional da Firjan na Região Serrana, a presença dos prefeitos dos municípios do Rio de Janeiro no encontro mostra a preocupação com a necessidade de recuperação financeira. “A liberação de verbas para áreas fundamentais como saúde e educação também são importantes e necessárias para cada cidade. Ao mobilizarmos os prefeitos, mostramos a necessidade de se conversar sobre o assunto e tirar as dúvidas da população sobre os temas”.

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino