RJ-100: prefeitura de Niterói faz reparos emergenciais

Região do Trevo de Maria de Paula também está recebendo melhorias

fotos Leonardo Simplício

Como o Rio de Janeiro está quebrado economicamente graças a roubalheira no governo de Sérgio Cabral (PMDB) e incompetência na administração do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), prefeituras que estão bem financeiramente fazem o trabalho que seria de responsabilidade do estado.


A exemplo do prefeito de Maricá, Fabiano Horta (PT), que vem melhorando as condições da RJ-106 no trecho que corta a cidade, o prefeito de Niterói Rodrigo Neves (PDT), está recuperando a RJ-100. Aproximadamente cinco quilômetros já foram recuperados no trecho entre a sede da Associação Niteroiense dos Deficientes Físicos (Andef) e a RJ-106.

A ação faz parte de uma iniciativa da Prefeitura de Niterói, que por conta das péssimas condições da via, que é estadual, decidiu iniciar reparos emergenciais no início de novembro. A região do trevo de Maria de Paula também está recebendo melhorias. De acordo com informações da Diretoria de Pavimentação e Reparos (DPR), a obra segue o cronograma, com previsão de término até o dia 22 de dezembro.


A Prefeitura de Niterói está aguardando a assinatura de um convênio com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) para que seja feita a obra definitiva em toda a RJ-100. Até agora já foram usadas cerca de três mil toneladas de asfalto. Na última semana, as obras se concentraram na região do trevo de Maria Paula.

A RJ-100, que tem 13,5 quilômetros, se estende ao longo do limite entre os municípios de Niterói e São Gonçalo, indo do Barreto, a partir do entroncamento com a BR-101 (Niterói-Manilha) a Rio do Ouro, na interseção com a RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto).