Treinamento de combate a incêndio florestal acaba em situação real

A capacitação de combate a incêndios florestais, oferecida pela Defesa Civil de Maricá a operários das secretarias de Obras e de Conservação, teve nesta quarta-feira (08/11) uma situação real de fogo numa encosta. O local escolhido foi uma área ao lado do Centro Administrativo da Prefeitura, no Caxito, onde os cerca de 25 alunos do curso tiveram que apagar o fogo no mato seco

foto Elsson Campos

Primeiro, o grupo munido de foices e enxadas criou o chamado aceiro, uma espécie de trilha aberta para demarcar uma área onde se retira o material combustível (no caso, o mato), para que o fogo não ultrapasse aquele espaço. Na hora o exercício o fogo criado com o uso de sinalizadores navais onde a equipe teve de encarar o desafio e conseguir apagar as chamas.


“O desafio era não ter de acionar o Corpo de Bombeiros para apagar o fogo e mostrar que nossa instrução foi eficiente, e esse grupo conseguiu. Ficamos felizes com esse resultado”, celebrou o major Giovani Dias, que coordenou a capacitação.


Os operários disseram ter gostado da aula prática, e que já viveram situação parecida.

“Um dia estávamos voltado de Itaipuaçu e vimos um fogo alto à beira da rodovia. Descemos do caminhão e fomos apagar o fogo, tudo com a instrução que tivemos nesse curso”, contou o servente Marcos da Silva Ribeiro, de 39 anos, morador do Bairro da Amizade.


Para o colega Marcos Antônio Sodré, de 45 anos, as aulas foram além. “O que aprendemos serve também para o nosso dia-a-dia, em nosso bairro. Se houver uma emergência já sabemos o que fazer”, garantiu o servente, que mora em Ubatiba.


A instrução sobre incêndios florestais começou no mês passado com aulas na aldeia indígena Mata Verde Bonita, em São José de Imbassaí. Os operários também passaram por aulas teóricas na Casa Digital, no Centro.